quarta-feira, 30 de julho de 2014

Funcionários de Shopping na China, reencenam execuções para promover vendas


Um shopping center localizado na cidade de Taiyuan, província de Shanxi, norte da China, gerou polêmica e confusão quando tiveram seus funcionários uniformizados como soldados do exército chinês, reencenando as execuções da Segunda Guerra Mundial de soldados japoneses para promover as vendas.

Segundo o gerente, o shopping começou esta promoção "temática anti-japonês" durante o aniversário da invasão japonesa da China no dia 7 de julho, para que os clientes possam relembrar e claro, comprarem roupas. Porque, aparentemente, nem mesmo o capítulos sensíveis da história, estão fora dos limites quando se trata de facilitar os gastos dos consumidores.


Sem falar que isso faz tanto sentido quanto o Wal-Mart reencenar a invasão da Normandia em Omaha Beach no setor de móveis somente para estimular as vendas de poltronas.



Fonte Fonte