quarta-feira, 30 de julho de 2014

Os Ofícios que estão Desaparecendo no Vietnã

Com o tempo, profissões, como datilografia, escrita, venda de sorvetes, moto táxi, e castração de suínos estão desaparecendo no Vietnã.

Serviços de datilografia foram oferecidos por muitos anos e depois da unificação do país em 1975, este serviço estava disponível nas calçadas. Os datilógrafos por via de regra, possuem uma velha máquina de escrever, papéis, uma mesa, uma cadeira para si e outra cadeira para seus clientes. Eles são geralmente solicitados a digitar "currículos", "aplicações" e "reclamações". Junto com o aparecimento do computador, esta profissão foi gradualmente jogada no esquecimento.
Ao mesmo tempo, com a profissão de digitação, o trabalho de escrever cartas também floresceu. Os clientes eram pessoas sem instrução. Se as letras eram em línguas estrangeiras como o Inglês, espanhol ou chinês, a taxa era três vezes maior do que aqueles escritos em vietnamita.
Enrolar cigarros era um serviço para os pobres. Só com uma pequena mesa de madeira, papel e tabaco, as pessoas podiam ganhar o bastante para viver se tivessem pedidos suficientes para trabalhar de oito a dez horas por dia.
Carregar isqueiros a gás também foi um trabalho comum. O preço era de 500  VNDs - 1, 000 VNDs (De 5 a 11 centavos de Real) por recarga.
Castração de porcos costumava ser um trabalho muito lucrativo no período subsidiado (De 1976 a 1986).
Vender sorvete foi um trabalho popular nas zonas rurais. As pessoas podiam comprar ou trocar as suas antigas sandálias de plástico para tomar sorvete.
Também podiam trocar sucata por pirulitos.
Antes de motos e carros se tornarem veículos comuns, transportar pessoas em bicicleta como se fosse táxi, era um trabalho no Vietnã central e do sul.
Reciclagem de correias de bicicletas também era um trabalho.
Junto com o desenvolvimento de máquinas modernas, a forja de metais desapareceu gradualmente. Atualmente, há apenas um ferreiro em Hanói, de nome Nguyen Phuong Hung na rua Lo Ren e um ferreiro na cidade de Ho Chi Ming (Saigon), chamado Le Van Chau no Distrito 10.



Fonte