quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Artista Desenha Obras de Arte Móveis em Caminhões Sujos, Usando Apenas um Dedo

O Multi-talentoso artista britânico Ben long faz requintadas ilustrações nas portas traseiras empoeiradas de caminhões comerciais desde o início da década de 2000. O artista de 35 anos, usa apenas um dedo para "escrever sobre a camada de sujeira acumulada de emissões de escapamentos".

Ele chama o projeto de "A Grande Exposição Itinerante de Arte", que é uma série contínua de "telas móveis" que viajam por todo o Reino Unido. Long, que estudou no Colégio Camberwell de Arte e Design em Londres, descreve o projeto como uma expansão da "inscrições e slogans grosseiros que normalmente enfeitam veículos de carga comerciais".

A ideia para os desenhos, veio a ele durante seus primeiros dias como artista, quando ele tinha pouco apoio financeiro. Usando caminhões empoeirados como suas telas, ele foi capaz de expressar a sua criatividade sem um estúdio ou uma galeria. Embora ele já avançou em sua carreira artística, Long continua a desenhar em veículos de carga, porque o ajuda a expressar às pessoas que não se relacionam com o tipo de arte contemporânea, que geralmente é exibida em museus e galerias.

Long escolhe os temas de seus desenhos em veículos com cuidado, com base no populismo e como isso é percebido como um motivo cultural. Seus desenhos refletem principalmente o tipo de arte que é encontrado em muitos lares britânicos.

"Por denotar o veículo de carga como uma tela em movimento, Long borra a distinção entre o meio de duas e três dimensões, a obra de arte se comportando simultaneamente como imagem e objeto," explica o site de Long.
"A Grande Exposição Itinerante de Arte eleva com sucesso um aspecto mundano e comum da vida cotidiana ao domínio da arte pública icônica."

Curiosamente, apesar de seus desenhos de poeira não serem claramente permanentes, se os motoristas não lavam seus caminhões, as obras chegam a durar até seis meses. Long acredita que é essa "impermanência e vulnerabilidade que dá aos desenhos que circulam livremente, o seu ponto de interesse e relevância contemporânea ".


Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário