segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Mina, A Cidade das Barracas

Mina é uma pequena cidade localizada no interior de um vale, na província de Makkh, no oeste da Arábia Saudita, cerca de 8 km a leste da cidade sagrada de Meca. 

Dentro do vale de 20 quilômetros quadrados, tendas cobrem todo o espaço aberto, tanto quanto os olhos alcançam ver, muito bem arrumadas, fileira após fileira. Nessas tendas, os peregrinos Hajj pernoitam durante os cinco dias de cada estação Hajj (peregrinação realizada à cidade de Meca pelos muçulmanos). Pelo resto do ano, Mina permanece praticamente deserta.

Existem mais de 100.000 tendas com ar-condicionado em Mina fornecendo alojamento temporário para 3 milhões de peregrinos. As tendas medem 8 metros por 8 metros e são construídas com fibra de vidro revestida com teflon, a fim de garantir alta resistência ao fogo.

Originalmente os peregrinos traziam suas próprias tendas que eles erguiam nas planícies de Mina. Após o longo Hajj, as tendas eram desmanteladas, embaladas e levadas de volta.

Em seguida, em algum momento na década de 1990, o governo saudita instalou tendas de algodão permanentes para aliviar o fardo dos peregrinos de terem que levar seu próprio equipamento de camping.

Mas depois de um grande incêndio que varreu a cidade das barracas, matando aproximadamente 350 peregrinos em 1997, a atual cidade permanente à prova de fogo foi construída.

As barracas são segregadas em vários acampamentos, cada uma das quais, possui suas próprias paredes externa e ligadas a outros campos por corredores. Cada acampamento é equipado com uma cozinha, banheiros e instalações sanitárias. Cada barraca possui um código de cores por país e numerações e todos os peregrinos possuem plaquetas com a cor e número para o caso de se perderem.

Nos últimos dois anos, a cidade passou por uma grande mudança com o governo investindo bilhões de riais em muitos projetos de infra-estrutura para facilitar os rituais assustadores e fisicamente exigentes da peregrinação anual. A rede abrangente de segurança contra incêndio, consiste de aspersão de água acionada por sensores de calor, ligados a um sistema de alarme implementado para evitar repetir a tragédia de 1997.








Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário