segunda-feira, 11 de agosto de 2014

O Snus Sueco, um Vício Proibido

O snus é um produto baseado no tabaco muito popular na Suécia. Seu consumo é parecido ao fumo de mascar que chegou a ser muito popular nos Estados Unidos. Igualmente, este produto, não é consumido em cigarros nem é necessário queimá-lo, mas sim, basta pôr um pouco formando uma bola sob o lábio superior durante um momento mais ou menos longo.

Pese a que o produto contém mais nicotina que os cigarros, seu modo de consumo o faz menos cancerígeno. Hoje em dia calcula-se que 10% dos suecos o consomem, por este motivo a Suécia negociou para que o produto não fosse vetado antes de entrar na União Europeia, onde está proibido.

O snus sueco está composto de fumo secado ao ar livre, proveniente de várias partes do mundo. O fumo é misturado com água, sal, bicarbonato de sódio e aromatizantes (limão, uísque...). Normalmente, o preparo envolve aquecimento com vapor. Ao invés do fumo de mascar americano, o snus não passa por nenhum processo de fermentação e também não produz saliva ao consumi-lo portanto, não é necessário cuspir.

O snus é vendido em pequenas latas, que lembram as latinhas de graxa para sapatos, onde o conteúdo é acondicionado na forma de pasta ou em pequenas porções acondicionadas em sachês, ou então, em sacos de plástico.

O produto é consumido principalmente na Suécia e em menor medida na Noruega e Dinamarca. Uma caixa com 50 gramas do produto, com aproximadamente 50 doses, fica por volta de 3 ou 4 euros na Suécia (9,12 a 12,15 Reais) e 8 Euros (24,31Reais) na Noruega onde é taxado com impostos mais altos.

As restrições que impuseram os governos sueco e norueguês em fumar em lugares públicos fechados, trouxeram consigo um incremento das vendas do snus. Assim por exemplo, na Suécia, o snus é consumido faz uns 200 anos e em 1976, 43% dos homens fazia uso, enquanto que em 2005 apenas 14% continuavam com o hábito.

No entanto, de 2005 em diante, a porcentagem de homens que consumiam o snus pulou de 9% para 22%. A regulamentação sobre compra e venda do snus, é a mesma que afeta outros produtos de tabaco, como os cigarros, ainda que na atualidade, as latinhas de snus não tenham a obrigação legal de levar as típicas advertências de "fumar pode matar" que levam os maços de cigarros.


Ainda hoje em dia, muita gente acha que houve um tempo em que o snus continha pequenos pedaços de vidro dentro da mistura. Segundo esta lenda urbana, estes cristais provocariam micro-cortes nas gengivas o que facilitaria para a nicotina chegar ao sangue, no qual, seria ainda mais viciante. Hoje em dia se sabe que era simplesmente um mito, mas como todas as lendas urbanas, muita gente segue acreditando.

Estudos realizados com a Organização Mundial da Saúde, indicam que a população masculina sueca mostra os níveis mais baixos de câncer de pulmão da Europa, em parte devido ao nível mais baixo de consumo de tabaco fumado. Outra conclusão desse estudo, indicava que as mulheres suecas apresentavam níveis similares de incidência desse câncer que as demais europeias e curiosamente o consumo de snus entre elas é muito menor.

Pese a estes dados, a organização também não recomendou passar do hábito de fumar para o de consumir snus, já que os efeitos do snus ainda são incertos. Aliás a União Europeia proibiu sua venda em 1992, depois de um relatório da OMS que afirmar que era cancerígeno. Os únicos países da União Européia isentos da proibição, são a Suécia e sua vizinha Noruega.

As restrições que foram impostas em muitos países europeus ao consumo de tabaco fumado, provocou que muitos peçam o cancelamento da proibição do snus, ao ser considerado menos danoso que o fumado, tanto para a pessoa que o consome como para os demais.

Já que o snus ao ser um fumo sem fumaça, não tem fumantes passivos. Entre os médicos também há divisão de opiniões entre os que o consideram tão inaceitável como o tabaco que se consome fumado, até uma minoria (principalmente na União Europeia e Canadá) que o vêem como um mau muito menor comparado com o fumo para fumar.

Em qualquer caso, os que se opõem à venda do snus, não acham que seja um produto completamente inócuo, embora seu efeito em terapias para deixar de fumar seria similar ao dos adesivos de nicotina.
Uma das vantagens do snus em comparação aos cigarros é que não provocaria nenhum efeito nos pulmões, outra seria que por sua forma de secar, ao vapor, conteria menos nitrosaminas, um cancerígeno, que o fumo de mastigar ou fumar.

Pese a priori ser menos cancerígeno que o fumo normal, o snus não elimina o dano causado pela nicotina. Alguns estudos recentes mostraram o efeito de seu consumo continuo sobre a pressão sanguínea e um possível risco de câncer de pâncreas devido às nitrosaminas. De qualquer jeito a relação entre o consumo de cigarros e o câncer de pâncreas é muito maior.

Recentemente as tabacarias americanas começaram a vender o snus nos Estados Unidos, mas devido à percepção negativa do fumo e a impossibilidade de fazer publicidade, as tabacarias acham que é preciso bastante tempo para dar a conhecer o produto. Alguns têm suas dúvidas que os fumantes de cigarros deixem seu hábito ao mudar ao snus e outros acham ver outro estratagema da indústria tabagista para reter aos seus consumidores, similar ao que aconteceu com os cigarros "suaves" ou "light".

Fonte Fonte Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário