terça-feira, 5 de agosto de 2014

Pozo de las Animas: Poço das Almas

O "Pozo de las Animas" ou "Poço das Almas" são dois buracos espetaculares localizados na província de Mendoza, na Argentina, juntamente da Rota Provincial 222, perto da aldeia de Los Molles.
Ambos os buracos foram criados pelo colapso de vazios subterrâneos criados pela dissolução dos depósitos de gesso por águas subterrâneas. Os buracos são divididos um do outro por uma parede fina, em que se acredita que ao longo dos anos, eventualmente corroerá completamente e unirá os dois poços em um.

O Sumidouro do Norte tem lados íngremes em ruínas e é perigoso de se aproximar das bordas do mesmo, já que o sumidouro ainda está erodindo. O buraco tem mais ou menos 300 m de largura e 101 m de profundidade, sendo que a parte inferior de 21 m está cheia d'água.
O sumidouro Sul ultrapassa 300 m de diâmetro, mas é visualmente menos impressionante. As paredes deste buraco são menos íngremes e cobertas de vegetação esparsa. Há um lago azul pequeno na parte inferior do sumidouro. O nível d'água e o tamanho do lago estão mudando.

O nome deriva de uma lenda antiga, em que um grupo de índios estava sendo perseguido por um grupo rival.
Quando a noite chegou, os perseguidos não podia mais ver seus inimigos e portanto, eles voltaram para suas casas. Na manhã seguinte, eles voltaram para procurar os inimigos e ao chegarem no local, começaram a ouvir gemidos e gritos de socorro.
Avançando com cautela, eles descobriram, para sua grande surpresa, que dois poços enormes havia afundado sob os pés de seus inimigos e eles estavam morrendo com a subida das águas dos lagos no fundo dos poços.

Desde então, os poços são chamado de "El lugar donde las animas lloran", ou seja, "o lugar onde as almas choram" e é um local de culto.