segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Priscilla Test, O Macabro Teste Nuclear com Centenas de Porcos


No final dos anos 1950 várias provas nucleares com a finalidade de estudar o nível de sobrevivência de seres vivos e estruturas em caso de um ataque nuclear foram realizadas.

Enquanto os soviéticos foram mais "diretos" e detonaram uma bomba nuclear próximo de um povoado no meio do nada chamado Totskoe, causando assim a morte de centenas de seres humanos, os norte-americanos, mais controlados pela imprensa e pela opinião pública, desenvolveram o maior experimento nuclear com animais vivos da história:

Priscilla test: Operação Plumbbob

Uma serie de 27 testes nucleares realizados entre 28 de maio e 7 de outubro de 1957 na área de testes Nevada. Foi uma das mais polêmicas operações por causa da grande quantidade de radiação liberada.

Quase 1.200 porcos foram submetidos a experimentos bio-médicos e estudos dos efeitos de explosões durante a Operação Plumbbob . Na detonação de Priscilla (com 37 quilotons), 719 animais foram utilizados em vários experimentos na região de Frenchman Flat em Nevada. Alguns animais foram colocados em gaiolas elevadas e com vestimentas feitas de materiais diferentes, para testar quais os materiais fornecidos teriam melhor proteção contra a radiação térmica.


Ao estudar os resultados desta maneira, podiam elaborar teorias e planos de contingência mais efetivos em caso de um ataque nuclear em solo norte-americano. Apesar de ter sido um experimento biológico e no futuro das pessoas daquele tempo, um teste com objetivos médicos e compreender que este tipo de sacrifício beneficia à humanidade, algo em nós reclama que isso não é correto.
Não podemos deixar de pensar no que disse Descartes: "As grandes mentes são capazes das maiores maldades, assim como também das maiores virtudes.

Atenção! O vídeo possui imagens e áudio fortes, podendo ferir a sensibilidade do leitor.
..
Fonte