terça-feira, 12 de agosto de 2014

Tropea, A cidade na Beira de um Penhasco

Tropea é um resort à beira-mar localizado na região da Calábria, no sul da Itália. A cidade está situada no topo de uma falésia imponente, no golfo de St. Euphemia, que está ligada ao continente por uma estreita faixa no mar Tirreno. Este trecho da costa no Mar Tirreno chamado de Costa degli Dei ("Costa dos Deuses"), sendo um dos melhores destinos de férias de verão da Itália.

Com falésias dramáticas com vista para um mar azul cristalino e praias ensolaradas, Tropea é um famoso lugar de banho. Embora não seja particularmente conhecida pelos viajantes de outras língua, Tropea é popular entre os italianos.

A cidade é um labirinto confuso de graciosas ruas e praças. Os caminhos de paralelepípedos são guarnecidos por construções antigas feitas de pedra dourada e em vários pontos, lances de escadas levam até as praias. Em um dia claro você pode ver facilmente a ilha vulcânica de Stromboli a partir da avenida beira-mar e é possível reservar uma viagem de barco até lá por um dia.

A visão mais famosa de Tropea é o grande afloramento de rocha que se projeta para o mar a algumas centenas de metros da cidade. No topo está o mosteiro, Santa Maria dell'Isola, construído no século 7. Outros edifícios que merecem uma visita são a bela Catedral de Norman e as igrejas de San Francesco e Santa Maria della Neve. Se você explorar as ruas encontrará vestígios da muralha da cidade antiga e fortificações que defenderam o território do lado contrário ao mar.

Diz a lenda que Tropea foi fundada por Hércules, quando ele voltou depois de completar um de seus 12 trabalhos.
Os registros históricos, em vez disso, nos falam sobre Públio Cornélio Cipião Africano, que ao retornar vitorioso da batalha de Zama (202 aC), fundou uma cidade e ofereceu-a como um troféu de agradecimento aos deuses pela vitória, a partir do qual, a cidade ganhou o seu nome.
A área era habitada já em tempos neolíticos e foi ocupada, em vários momentos, pelos árabes, normandos, suábios, anjous e aragoneses, assim como atacada por piratas turcos.













Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário