quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Código Morse em Marte


Este é o tipo de curiosidade que mais chama a atenção deste que vos escreve. Quando uma tecnologia supostamente antiquada, estagnada e abandonada há muito tempo, eis que reaparece em um lugar completamente inesperado e neste caso, é utilizada para algo que não fazia parte de sua função original.

Código morse em Marte, que dá título a esta postagem, imediatamente nos faz pensar em algum tipo de envio ou recebimento de mensagem através do código, ou então, que encontraram no planeta vermelho, alguma rocha com traços e pontos ou algo parecido. Nada disso. Se trata de uma simples piada tecnológica. Acontece que o robô marciano Curiosity conta com rodas muito especiais.


Como podem ver, foi criado na roda um padrão de espaços abertos que está codificado em código morse. A mensagem oculta no código não passa de três letras (".— .–. .-.."), JPL, sigla de Jet Propulsion Laboratory da NASA. Assim, enquanto a máquina vai rodando sobre Marte, suas seis rodas marcam continuamente uma mensagem em código morse, lembrando o local em que nasceu o robozinho.


A equipe de desenho do robô marciano, precisava criar um padrão que fosse de utilidade na análise de imagem das marcas deixadas pela máquina, para assim, verificar seu estado, posição e outros detalhes. E, claro, por que não criar um padrão original? Nasceu assim esta autêntica impressora marciana de JPL, repetindo continuamente o código desenvolvido por Alfred Vail e Samuel Morse em 1835.

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário