terça-feira, 9 de setembro de 2014

Por que Não se Deve usar uma camiseta da Marinha Imperial Japonesa na China

Um homem de 30 anos de idade, natural de Tiajin, China, pensou que seria uma boa ideia usar uma camiseta ostentando o emblema da Marinha Imperial Japonesa, no festival internacional de escalada Tiashan, realizado em Shandong no dia 7 de setembro de 2014... Foi na verdade, uma péssima ideia...

O homem foi imediatamente rodeado por transeuntes furiosos, querendo arrancar a sua camiseta para pisoteá-la, ou pisotearem ele mesmo, caso não tirasse o vestuário que continha um simbolismo tão negativamente marcante para os chineses, quanto a suástica nazista tem para os ocidentais.

Ao ponto de ser linchado, a polícia chegou e teria confiscado a camiseta para impedir a escalada da situação. Na seguinte imagem, se pode ver o homem sem camisa ostentando uma tatuagem da Estátua da Liberdade (O que deixou os chineses se perguntando: "Afinal, qual é a desse cara?").
O motivo alegado pelo homem para usar uma camiseta com tão odioso emblema, foi porque ele cresceu no Japão. Isso de alguma forma é compreensível, mas não apazigua os internautas, que compararam a situação, a vestir um colete com uma suástica nazista em Israel. Alguns discordam porém, alegando que ele tinha o direito de vestir o que quisesse.

"Marinha do grande império do Japão", são os dizeres da camiseta pisoteada pelos chineses.
Este caso exemplifica o grau de tolerância que os chineses comuns têm, com referências ao passado de atrocidades que os japoneses cometeram na Segunda Guerra Mundial contra a China.
Deixamos aqui nosso alerta, pois apesar de improvável, não deixa de ser impossível que algum brasileiro (ou lusofalante) se envolva em uma confusão dessas ao visitar o país, principalmente porque não damos muita importância aos emblemas que usamos em nossas camisetas ultimamente.

Fonte Fonte Fonte

Um comentário:

  1. Alguns canais do YouTube, que falam do Japão, ostentam essa bandeira na arte do canal.

    ResponderExcluir