quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Curionautas Doodles #64

* Essa postagem trás os Doodles, que são as mini-postagens com curiosidades que publicamos na na nossa página no Facebook




Quem é o escritor mais prolífico do mundo?

Embora possa parecer que não é possível ter tempo real para escrever tanto, o BRASILEIRO de origem japonesa Ryoki Inoue é o homem que possui o recorde mundial de mais novelas escritas. Em seus 65 anos, se pode presumir que tenha elaborado mais de 1.100 novelas sob mais de 39 pseudônimos diferentes.

Segundo Inoue, o segredo para conseguir semelhante ritmo criativo está em pôr  "98% de suor, um 1% de talento e um 1% de sorte". Tudo isso temperado com um pouco de perseverança. De fato, ele afirma ter escrito três novelas curtas de amor em um só dia e atualmente sua produção é de 6 novas obras por mês.




Por que o pintor Rafael desenhava pessoas com seis dedos?

O famoso pintor Rafael Sanzio (1483-1520) colocou em xeque durante muitos anos, aos especialistas em arte por ter desenhado em algumas ocasiões, a personagens com seis dedos. 


Por exemplo, em sua famosa obra ''A Madonna Sistina'' (1516) desenhou a São Sisto com seis dedos em sua mão direita, enquanto em "O Casamento da Virgem " (1504) criou um São José com seis dedos em seu pé esquerdo.

No entanto, com o tempo, estes desenhos tão especiais foram interpretados como uma intenção simbólica do italiano, pois em sua época pensavam que a polidactilia era uma anomalia que outorgava um sexto sentido capaz, entre outras coisas, de interpretar os sonhos de caráter profético.







Quem foi o inspirador da famosa obra ''Frankenstein''?

Muitas vezes as ideias mais geniais chegam graças a um pequeno detalhe que inspira. É o que aconteceu à escritora britânica Mary Shelley (1797-1851), quem ao que parece, se inspirou no professor de física de seu marido, o poeta Percy Shelley. Segundo um artigo assinado por Christopher Goulding na revista ''Royal Society of Medicine'', a escritora escutou por boca de seu esposo, as histórias sobre o doutor James Lind, que havia sido seu tutor científico. Ao que parece, esse homem costumava fazer experimentos com rãs mortas, às que fazia recuperar a mobilidade mediante descargas elétricas.

Esses episódios, unidos à leitura de obras sobre fantasmas e parapsicologia, fizeram com que Mary Shelley criasse a história do doutor Frankenstein e sua monstruosa criação. De fato, a escritora deu por concluída sua obra mais famosa quando só contava com 21 anos, dois anos após ter fugido com Percy.




Pode um animal estar em perigo de extinção por seu nome?

Em não poucas ocasiões o ser humano é o principal causador de que numerosas espécies estejam em perigo de extinção. Fatores como a contaminação ou a caça ilegal são algum dos perigos para estes animais, embora também há casos excecionais dos mais surpreendentes. Um deles, embora pareça incrível se trata de um escaravelho que viu sua população dizimada devido ao seu curioso nome, batizado por seu descobridor, o entomólogo alemão Oscar Scheibel. Acontece que a esse homem lhe ocorreu chamar o inseto de ''Anophthalmus hitleri'' em honra de Adof Hitler.

Há que ter em conta que o cientista topou com o animal em uma gruta da Eslovênia no ano de 1933, justamente nos anos em que o ditador começava a estar em auge. Assim, o próprio Hitler lhe enviou uma carta de agradecimento por esta ''homenagem''. Mas o fato não passaria de um simples episódio se não fosse porque o escaravelho se converteu em um animal ''fetiche'' em anos sucessivos para centenas de seguidores do militar alemão.

Ao que parece, numerosas pessoas peregrinaram durante muito tempo às grutas onde habitava o pequeno animal, para obter algumas espécimes. Inclusive na Coleção Estatal Zoológica de Munique, chegaram a roubar espécimes do ''Anophthalmus hitleri'', assim que seu preço chegou a alcançar os 1.000 euros (3 076 Reais). Uma incrível moda que teve a lógica consequência de pôr o escaravelho em perigo de extinção.


Via: en.wikipedia.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário