quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Curionautas Doodles #74

* Essa postagem trás os Doodles, que são as mini-postagens com curiosidades que publicamos na na nossa página no Facebook




Os animais também têm sonhos?

Não se comprovou se ocorre em todas as espécies, mas se sabe que alguns animais, como os ratos, sim sonham. Um grupo de pesquisadores do Instituto Tecnológico de Massachusetts, o célebre MIT, demonstrou que estes roedores têm experiências oníricas complexas. Ao que parece, os ratos dos experimentos sonhavam com a atividade que tinham estado realizando durante o dia, como correr por um campo de milho, já que em ambas situações "acordado e dormidos" seus cérebros mostravam o mesmo tipo de ativação neuronal no hipocampo, a área associada à memória. Os resultados eram tão claros que os cientistas podiam inclusive averiguar em que local da "plantação de milho" se achava o animal durante o sonho, ou se nele estava se movendo.

Os especialistas indicam que talvez estes padrões poderiam ser repetidos em todos os mamíferos, pois compartilham as estruturas neuronais que fazem possível que se produzam os sonhos.




Faz mal urinar no mar?

Urinar dissimuladamente no meio do banho de praia é um estendido hábito entre banhistas que, no entanto, desfrutam de duvidosa reputação, ao considerarmos que nossos resíduos orgânicos contaminam a ecossistema marinho. Nada mais longe da realidade, já que a urina humana não só não danifica de modo algum o oceano, mas também é beneficiosa para a vida vegetal que ali floresce. Assim afirma a Sociedade Norte-americana de Química, que pretende "diluir" todos os preconceitos infundados em torno desta inofensiva prática, que sim, pode ser ruim no caso de uma piscina.

Ao contrário dos bronzeadores solares, que ao se dissolverem no água liberam componentes tóxicos que podem ser um risco para o meio ambiente, a urina é totalmente inócua, ao ser constituída de aproximadamente 95 por cento água, como bem sabem os astronautas. O 5 por cento restante é composto de sódio e cloreto, substâncias encontradas de forma natural na água do mar, estando presente também em ambos líquidos o potássio.

Nem sequer a liberação de ureia, substância tóxica produzida pelo metabolismo celular, resulta anti-higiênica em proporção aos 350.000.000.000.000.000.000 litros de água que contém o oceano. Inclusive se todo mundo entrasse em acordo e urinasse ao mesmo tempo, a quantidade de urina expelida não ultrapassaria os 60 litros para cada bilhão de litros. Sua alta composição em nitrogênio contribui além disso, para a produção de amônia, que serve de alimento às plantas marinhas.

Como se fosse pouco, a Sociedade Norte-americana de Química lembra que os seres humanos não somos os únicos em gostar de evacuar sob a água; uma única baleia expulsa ao dia, 250 litros de urina, com umas quantidades de sódio e cloreto 23 vezes superiores às nossas.




As auroras boreais têm som?

Este fenômeno natural não só produz um maravilhoso espetáculo luminoso, mas também um estranho som, segundo comprovaram em 2012, pesquisadores finlandeses.

Até agora se achava que os ruídos relacionados às auroras boreais, não eram mais que uma lenda do folclore Lapão, mas uma equipe dirigida por Unto Laine, do Laboratório de Acústica da Universidade Aalto, em Helsinque, conseguiu captá-los.

Ao que parece, as mesmas partículas energéticas procedentes do vento solar que criam a descarga de luzes no alto da atmosfera terrestre, também dão lugar a um som, semelhante a uma espécie de palmas, perceptíveis somente a 70 metros do nível do chão, que foram registradas por vários microfones empregados na investigação. Laine comprovou que os sons seguiam um padrão que correspondia com as perturbações geomagnéticas captadas pelo Instituto Meteorológico Finlandês durante a aurora polar.

Via: acs.org wikipedia.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário