segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Curionautas Doodles #76

* Essa postagem trás os Doodles, que são as mini-postagens com curiosidades que publicamos na na nossa página no Facebook



Qual é a melhor cidade do mundo para se viver?

Segundo um estudo realizado no final de 2012 pela consultora norte-americana ''Mercer'', Viena, na Áustria, é a melhor cidade do mundo graças à magnífica abrangência de sua rede de saúde e a sua estupenda oferta cultural. Para chegar a essa conclusão, a análise avaliou as condições de vida locais em função de 39 fatores em que se incluíam a segurança, a situação política, o meio ambiente, a educação ou os serviços bancários.
Nessa classificação, a suíça Zurique é segunda, a neozelandesa Auckland é a terceira e a alemã Munique a quarta.




É verdade que as gaivotas podem ser aves muito agressivas?

Embora pareçam animais pacíficos, a verdade é que as gaivotas são aves muito vorazes e ousadas. Muitas vezes não duvidam em atacar a outras aves em pleno voo e inclusive obrigam a que a sua presa vomite a comida que acabou de ingerir. Sua agressividade incrementa-se especialmente na época de nidificação, pelo qual, podem responder de forma muito violenta se alguma pessoa ou animal se aproxime das colônias onde cuidam de seus filhotes.

Para isso costumam usar as suas garras e inclusive podem chegar a atacar a uma águia em pleno voo. Assim se aprecia na foto que ilustra este doodle, pois nela se pode ver como a gaivota se lança sobre uma ave temível que poderia matá-la facilmente com suas afiadas garras.




Existe realmente a ''música das esferas''?

Ao longo da história a chamada ''música das esferas'' alimentou a imaginação de cientistas e matemáticos. Segundo os pitagóricos, os planetas emitiam tons em função das proporções aritméticas que seguiam suas órbitas ao redor do planeta Terra, no qual, consideravam que era i centro do universo.

Assim, segundo sua teoria, as esferas mais próximas produziriam tons graves e as mais longínquas gerariam tons agudos. Por isso cada planeta gerava uma melodia que se combinava com os dos demais para dar lugar a uma sincronia sonora especial, a chamada ''música das esferas''.

Esta foi uma ideia que foi evoluindo ao longo dos últimos séculos, pois inclusive o astrônomo alemão Johannes Kepler chegou a afirmar em sua obra ''Harmonices Mundi'' (1619) que um astro emite um som que é mais agudo tanto quanto seu movimento seja mais rápido.

No entanto, não foi até agora, quando a ciência descobriu que a atmosfera do Sol realmente soa, pois a estrela emite ondas 300 vezes mais profundas que as vibrações audíveis pelo ouvido humano, em frequências de 100 mili-ertz em períodos de 10 segundos.

Isto faz com que as ondas se convertam em ultrassônicas e que realmente sejam difíceis de se detectar. Embora também deva ser levado em conta que no espaço não há ar, assim que é impossível que se perceba algum som.

Via: en.wikipedia.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário