quarta-feira, 15 de outubro de 2014

O Mundo Colorido dos Cogumelos Bonsai de Takuto Shibuya

Takuto Shibuya, cujo amor por cogumelos ao longo da vida acabou por obrigá-lo a encontrar uma maneira de se maravilhar com sua beleza variada em casa, lançou em junho deste ano o livro "Kinoko Bonsai" (cogumelo Bonsai), incluindo fotos de seu trabalho, assim como as instruções sobre como fazer o seu próprio em casa. Mas este tipo de bonsai não são plantados, muito menos são comestíveis.

Já que fungos são difíceis de cuidar, Shibuya pegou algumas dicas das tradições japonesas de bonsai e esculturas, e decidiu preservar suas formas sedutoras, recriando com argila.

Sua obra em exposição em uma loja de alimentos naturais.
Takuto Shibuya de 27 anos, começou a desenvolver interesse em cogumelos durante o jardim de infância, quando reconheceu um cogumelo (o "suppontake", ou common stinkhorn) no parque como sendo um que ele havia visto em uma enciclopédia ilustrada. Agora, ele gosta de explorar áreas arborizadas após chuvas para admirar fungos na natureza e encontrar uma nova inspiração. Vamos primeiro dar uma olhada em alguns dos estranhos e maravilhosos, cogumelos da vida real que ele encontrou:

Um "tamagotake" (Amanita hemibapha). A copa do lado direito era maior do que sua mão.
Um broto de "tengutake" (Amanita pantherina), à esquerda, e um maduro à direita.
Um broto em forma de ovo de um "beni-tengutake" (Amanita muscaria ), à esquerda, e um "kihidatake" (Phylloporus bellus) à direita.
Embora ele diga que suas peças não são páreo para as belas formas encontradas na natureza, ele modela os seus cogumelos com muitas texturas de barro e organiza as peças em vários recipientes em uma tentativa de captar a sua essência. Em vez de fazer peças engraçadinhas, ele se esforça para dar realismo, mesmo quando os resultados finais pareçam um pouco monótonos quando comparado com flores exóticas.

Estes são feitos à mão.
Mas de vez em quando, ele se afasta da realidade e se diverte com o bonsai de uma forma que apenas figuras plásticas posáveis (Action figure)  permitiriam, fazendo com que os fungos cresçam em lugares improváveis, como latas vazias:
Agora vamos passar para as imagens do seu Twitter, que é atualizado regularmente com seus projetos:

O "kinumerigasa" viscoso (Hygrophorus lucorum), seu brilho é obtido com uma camada de resina transparente.
O maduro "beni-tengutake" (Amanita muscaria).
A representação do "hiratake" comestível (Pleurotus ostreatus).
Definitivamente, parece ser bom o suficiente para comer.
Estas fotos abaixo nos dão um vislumbre do processo de trabalho de Shibuya, como ele molda e pinta os seus bonsai:

O início de seu bonsai de "saketsubatake" (Stropharia rugosoannulata).
Após a secagem da argila, camadas de tinta são aplicadas.
Aqui, ele compara o seu trabalho em andamento com uma foto em um livro de referência. As nervuras foram cuidadosamente produzidas com uma faca artesanal.
Em sua forma final, crescendo em uma bonita xícara de café.
O livro de Takuto Shibuya está disponível no site Amazon por ¥ 1.620 (36,19 Reais).

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário