quinta-feira, 9 de outubro de 2014

O Robin Hood Grego: A História do Bandido que Virou Herói

Vasilis Paleokostas durante anos esteve roubando bancos e repartindo o botim entre os mais pobres. Duas vezes escapou da cadeia em helicóptero. Esta é a história de como o delinquente mais procurado da Grécia, terminou convertido em herói popular.

Desde 2009 Paleokostas, mais conhecido como o ''Robin Hood grego'', é o homem mais procurado pela justiça da Grécia, segue em paradeiro desconhecido depois de ter escapado pela segunda vez de uma prisão de alta segurança a bordo de um helicóptero, enquanto era aplaudido por seus colegas de detenção quando a aeronave se afastava do centro penitenciário.

Paleokostas havia conseguido o apoio popular enquanto roubava bancos e sequestrava industriais usando duas táticas infalíveis: No melhor estilo de Robin Hood, repartia o que roubava dos ricos e dava aos pobres, distribuindo parte do lucro do roubo entre os fazendeiros e imigrantes mais pobres da República Helênica, e alegava que em nenhuma de suas incursões criminosas, havia ferido ou matado alguém.

Entre 1985 e 1992, a Grécia sofreu uma forte inflação, que muitos atribuíam à avareza dos bancos. Um ladrão roubar e depois presentear o dinheiro, era visto como algo heroico.

O pai de Paleokostas vende
bilhetes de loteria em seu povoado.
Em meados dos anos 1980, ao cumprir a maior idade, Vasilis abandonou a casa de seu pai, um camponês pobre, junto de seu irmão maior Nikos, e se dedicaram ao único que sabiam fazer de diferente a trabalhar a terra: roubar.

Durante 15 anos, eles se especializaram em assaltar bancos e joalharias sob o mesmo sistema: debochando da Polícia e repartindo na fuga, o seu espólio entre as pessoas mais necessitadas.

A Polícia grega já não podia suportar mais tanto deboche e ofereceu uma recompensa incrível: 250 milhões de dracmas (moeda grega antes da entrada do país ao euro em 2001), soma que equivalia a uns 924.000 dólares (2 milhões, 192 mil Reais) por quem desse informação de Vasilis e sua gangue.

Desse modo, o "Robin Hood grego" se converteu no homem mais procurado do país e a caçada durou quatro anos: até dezembro de 1999 quando Vasilis foi encontrado entre os feridos de um grave acidente automobilístico.

A primeira fuga de Paleokostas ocorreu sete anos após aquele acidente. Enquanto cumpria uma condenação de 25 anos por sequestro e roubo. Um helicóptero chegou à prisão de Korydalos, a maior da Grécia, e os guardas não interromperam a aterrissagem da aeronave porque pensaram que se tratava de uma visita de inspeção.
Mas não eram servidores públicos oficiais: era o irmão de Vasilis, que havia sequestrado um helicóptero e ido resgatá-lo.

No entanto, dois anos após sua fuga, em que Paleokostas aproveitou para roubar vários bancos e sequestrar a outro empresário, ele foi recapturado.

Vasilis terminou de novo em Korydalos, de onde voltou a escapar em 2009 e outra vez a bordo de um helicóptero. A fuga foi filmada por uma moradora vizinha da prisão e no vídeo se escuta como os detentos se despedem de Paleokostas com aplausos. 

Desde então, e apesar de uma perseguição alucinante que incluiu a agentes da CIA, Vasilis permanece fugitivo e ninguém sabe de seu paradeiro.

"Os criminosos roubam carteiras às idosas. Paleokostas estava em um nível diferente: as pessoa o aceitavam como um bandido e como um herói ao mesmo tempo", disse à BBC um de seus antigos colegas de prisão. 

Vídeo da fuga Vasilis Paleokostas em 2009, sob aplausos dos outros presos:

.
Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário