quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Os 24 Lugares mais Inquietantes do Mundo

Esta coleção de imagens, mostra os 24 lugares mais inquietantes e misteriosos do planeta, bem próprios de um filme de terror. Esta lista foi reunida aqui, justamente por podermos disponibilizar informações adicionais de algumas matérias no rusmea.com, no Noite Sinistra e daqui mesmo como o post sobre Dargavs: A cidade dos mortos. O restante desta lista, poderão servir de base para futuras matérias aqui no curionautas.com.br.

Ilha das bonecas, México. Dizem que Dom Julián Santana, o cuidador desta ilha, encontrou uma criança que se afogou nas águas circundantes. Depois de ver flutuando sua boneca, decidiu pendurá-la em uma árvore a modo de respeito para com o espírito da criança. Seguiu pendurando bonecas durante 50 anos, até o ano de 2001, quando se afogou nas mesmas águas.
Ilha Hashima, Japão. Esta pequena ilha foi habitada como centro mineiro no ano de 1887 e foi, com um quilômetro de costa, um dos locais mais densamente povoados do mundo. No ano de 1974 a extração de carvão começou a ser pouco rentável e foi abandonada, se convertendo em uma ilha fantasma.
Confira: Rusmea : Gunkanjima - ruínas da ilha sagrada
O mercado mágico de Akodessewa, Togo. Este mercado conta com todas as partes dos animais necessários para praticar vodu. Assim, podem ser encontrados desde crânios bovinos, cabeças secas de macaco, búfalo e leopardo, entre outros.
Na gruta Actun Tunichil Muknal, Belize, podem ser encontrados montanhas de restos ósseos, dos quais a maioria dos crânios apresentam um trauma contundente. A metade corresponde a crianças e todos eles, ao que parece, foram vítimas de sacrifícios maias.
A outra sede do Partido Comunista da Bulgária, foi construída no ano de 1980. Atualmente, este edifício em forma de prato está totalmente abandonado e saqueado. Encontra-se em um dos picos mais inóspitos das Bálcãs.
O Hospital Militar do Exército Vermelho Beelitz-Heilstätten, os mais de 60 leitos, encontram-se em sua maioria abandonados. O hospital foi utilizado desde a Primeira Guerra Mundial e inclusive Adolf Hitler esteve entre seus pacientes.
Confira: Rusmea : Beelitz-Heilstätten - hospital abandonado
Ataúdes de Sagada, Filipinas. Os membros da tribo Igorot têm estado reunindo os seus mortos em ataúdes pendurados nas paredes dos precipícios, desde há muitos anos. Acham que isto aproxima os seus espíritos ancestrais.
Aokigahara é um bosque japonês onde mais de 500 pessoas se suicidaram desde a década de 1950. Nele, podem ser vistos letreiros com mensagens como "A sua vida é algo muito importante que foi presenteada por seus Pais. Vamos pensar mais uma vez com calma em nossos Pais, Irmãos e Filhos. Não sofra sozinho, entre em contato: 22-0110". Trata-se do número de telefone de um serviço de consulta da Polícia de Tóquio, que funciona 24 horas.
Confira: Rusmea : Jukai - o outro lado da floresta dos suicidas
O cemitério de Chauchilla, Peru, foi descoberto nos anos 20 do passado século em perfeito estado devido ao clima seco do deserto. Pesquisadores afirmam que os corpos achados possuem 700 anos e que compartilham uma caraterística comum: todos eles se encontram sentados de cócoras e estão aparentemente sorrindo.
Este velho cemitério judeu de Praga, República Checa, foi utilizado durante quase quatro séculos (1439 - 1787) e ao longo do mesmo, encontram-se enterradas mais de 100.000 pessoas, apesar de que as lápidas visíveis sejam apenas umas 12.000. Na atualidade possui 12 camadas de tumbas.
A Capela dos Ossos, construída no século XVI por um monge franciscano na cidade portuguesa de Évora, conta com 18,6 metros de comprimento e 11 metros de largura. Apesar de seu reduzido tamanho, contém em suas paredes os ossos de 5.000 monges. Em seu teto está escrita a frase "Melior est die mortis die nativitatis" (Melhor no dia da morte, que no dia do nascimento).
Hospital psiquiátrico abandonado em Parma, Itália. Herbert Baglione, um artista brasileiro, decorou tal centro com suas pinturas. Afirmam que sua obra descreve o espírito das almas que vagam pelos corredores deste antigo hospital.
Confira: Rusmea : Pinturas de sombras em um hospício abandonado
Igreja de São Jorge, República Checa. Esta igreja na localidade checa de Lukowa foi abandonada após parte do teto desmoronar durante uma cerimônia fúnebre em 1968. As esculturas de fantasmas acrescentadas pelo artista Jakub Hadrava dão ao lugar um aspecto particularmente sinistro.
As catacumbas de Paris, França. Criadas no século XVIII, medem aproximadamente 200 quilômetros e albergam os restos de mais de 6 milhões de pessoas.
Confira: Rusmea : Les carrières - as catacumbas de Paris
A cidade de Centralia (Pensilvania, EUA.) encontra-se sobre um filão de carvão e leva produzindo um fogo subterrâneo desde o ano de 1962. O número de habitantes em 1981 chegava a um milhão, quantidade que em 2012 se reduziu a 7 pessoas.
Confira: Noite Sinistra : Silent Hill teria sido baseado em um diário encontrado em Centralia
A ilha de Poveglia, também conhecida como a “A ilha do não retorno”, a ''ilha dos mortos'' e a ''ilha da loucura'', no século XVII serviu como zona de quarentena durante as epidemias de peste. Todas as pessoas infectadas com a doença, as suspeitas de estarem e os corpos dos mortos pela peste, eram levados a Poveglia. A partir de 1922, a ilha albergou um hospital psiquiátrico até 1968, em que dizem que havia um médico que torturou e assassinou uma multidão de pacientes.
Confira: Rusmea : Poveglia - a ilha dos mortos
A colina das cruzes da Lituânia é um local que conta com 50.000 desses elementos. Apesar da grande quantidade de cruzes presentes, não se trata de um cemitério. Uma crença popular estabelece que aquele que deixe uma cruz no alto do cume, terá sucesso. Hoje em dia este local está envolvido em mistério e lenda.
Confira: Rusmea : A colina das cruzes da Lituânia
Nas Filipinas encontram-se enterradas as famosas múmias de Kabayan, que datam dos anos 1200-1500. Tratam-se de enterros de indivíduos das etnias Benguet e Ibaloi. Os habitantes de Kabayan acha que seus espíritos ainda seguem ali.
A velha ponte Overtoun, Escócia, foi palco desde meados do século passado, do salto de centenas de cães que se atiravam repentinamente desde os 15 metros de altura que possui. Aqueles cães que sobreviviam, voltavam  à ponte para tentar saltar de novo.
O Castelo de Leap, Irlanda, é considerado como uma das fortalezas mais assombradas do mundo, já que conta com uma longa história de mortes horríveis. Os habitantes locais afirmam que as almas dos que morreram em suas masmorras ainda "vagam em forma de fantasma".
O santuário de Tofet, Tunísia, está repleto de milhares de tumbas, em sua maioria de crianças, que datam da época púnica de Cartago. Todos foram vítimas de sacrifícios, momento durante o qual, era proibido chorar, já que acreditavam que a cada lágrima e suspiro queixoso, tirava valor à vida da vítima.
A Ilha da Queimada Grande, Brasil, é uma das mais famosas do planeta. Nela há praticamente uma serpente para cada metro quadrado. Queimada Grande é também conhecida como "Ilha das Cobras", não sendo aconselhado o desembarque devido ao elevado número de serpentes da espécie jararaca-ilhoa (Bothrops insularis).
A cidade dos mortos, Rússia. Parece um povoado encantador repleto de pequenas casas de pedra ao longo de suas colinas. Mas tais estruturas são na verdade, criptas repletas de ossos, ou seja, se trata de uma antiga necrópole.
Confira: Curionautas: Dargavs: A Cidade dos Mortos
Túneis de metrô abandonados em Cincinnati, EUA. Este sistema de metrô foi parcialmente construído na década de 1920, mas nunca chegou a ser terminado devido aos grandes custos. Na atualidade, este subterrâneo abandonado oferece duas visitas guiadas por ano, ao longo de seus 16 quilômetros de longitude.

Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário