quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Chegada de Philae ao 67P Provoca Teorias da Conspiração


O objetivo oficial da missão Rosetta é a investigação do cometa 67P, mas segundo os críticos, a agência espacial oculta suas verdadeiras intenções. E algumas das versões que percorrem a Internet evocam teorias da conspiração.

Na semana passada, Philae, a sonda de Rosetta, se ancorou com sucesso no cometa 67P após viajar mais de uma década e percorrer 6.500 milhões de quilômetros. Foi um fato sem precedentes: pela primeira vez na história da exploração do cosmos, um artefato terrestre posou em um cometa.

Apesar do o objetivo oficial da missão ser a investigação do cometa 67P, os críticos não acreditam nisso, afirmando que a Agência Espacial Europeia (ESA) oculta a verdade a respeito da missão.

O artigo publicado no "The Guardian", e que faz referência ao site UFOSightingsDaily.com, afirma que a missão Rosetta é parte de um programa secreto da ESA e NASA, que oculta a verdadeira natureza do cometa. Em uma mensagem, publicada nesse site e que supostamente foi escrita por um empregado da ESA, acusa a agência de mentir sobre a verdadeira finalidade do projeto. Segundo o autor da mensagem, o módulo não é dedicado ao trabalho que a ESA está contando ao mundo.

"Não acho que em um momento a agência espacial de repente decidiu gastar milhares de milhões de dólares para construir e enviar uma nave espacial em uma viagem de 12 anos só para tomar imagens em primeiro plano de um cometa no espaço", diz o autor do artigo, Scott Waring.

Em outro momento sublinha: "O cometa 67P/Churiúmov-Guerasimenko não é um cometa. Faz uns 20 anos a NASA descobriu rajadas de radioemissões vindo de um objeto cósmico de origem desconhecida. Ao final resultou que, os sinais provinham do cometa chamado 67P".  

Para Scott Waring, o 67P não é um cometa, mas sim, uma sonda alienígena de investigação, disfarçada de cometa. E esta opinião está se estendendo de forma ativa nas redes sociais.

Além disso, o autor da mensagem sugeriu que os sinais que emanam do cometa se resumem a uns "bem-vindos terráqueos". "Acho que a chegada do aparelho da ESA simboliza o primeiro aperto de mãos. Talvez em um futuro próximo vão dar outro passo. No cometa encontram-se estruturas extraterrestres. Eu não creio em sua origem natural", opina.

Cabe assinalar que esta não é a única teoria da conspiração que rodeia este cometa e a missão da ESA. A confirmação da ESA de que o corpo espacial emite uma misteriosa melodia (Confira no AssombradO) provocou o surgimento da opinião de que as flutuações do campo magnético ao redor do 67P são tentativas dos extraterrestres entrarem em contato com os humanos.

"Este não é um código, mas sim, uma forma de se comunicar dos alienígenas entre si. Trata-se de telepatía em forma de sinais de rádio primitivos. Para eles, esta é a única maneira de se comunicar conosco. São seus pensamentos. Não podem falar", conclui.

Fonte Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário