segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Darra Adam Khel: A Vila dos Fabricantes de Armas Ilegais

Darra Adam Khel é uma pequena aldeia na província de Khyber Pakhtunkhwa do Paquistão, localizada entre a cidade de Peshawar e Kohat. Uma mal-arranjada aldeia com edifícios de madeira de dois andares e adobe, situada entre as colinas de areia e pedra. A economia de Darra Adam Khel é impulsionada por uma única empresa - a fabricação e venda de armas ilegais.

A rua solitária que corta a vila está repleta de lojas de cada lado, onde revólveres, pistolas automáticas, espingardas e fuzis AK-47 (Kalashnikov) revestem as prateleiras. Essas peças de artilharia são fabricadas pelos moradores que utilizam sucatas de estaleiros como matéria prima e ferramentas manuais simples e uma pequena fresadora, dentro de centenas de quartos do tamanho de armários, localizados nos becos e ruas laterais.

Quase 75% da população está envolvida no negócio de armas e as habilidades necessárias para produzir uma réplica funcional, têm sido transmitida de pai para filho através de várias gerações. Vendidas muitas vezes por uma fração do preço das originais, muitas dessas armas encontram o seu caminho para o Afeganistão e possivelmente para outros lugares. Alegadamente, um grande número de armas e munições utilizadas pelo Talibã foi rastreada até Darra Adam Khel.

Os armeiros de Darra Adam Khel possuem as habilidades para produzir réplicas de quase todas as armas no mercado, de canhões anti-aéreos a pequenas e escamoteáveis ​​armas disfarçadas em canetas.
"Não há nada que não se possa copiar", disse um comerciante de armas se gabando a BBC. "Você nos traz um míssil Stinger e faremos uma imitação que seria difícil de dizer a diferença do original."

E provavelmente é verdade. Dizem que ao dar a um armeiro de Darra, um rifle que ele nunca tenha visto antes, ele pode duplicá-lo em cerca de 10 dias. Uma vez que a primeira cópia é feita, cada cópia adicional leva dois ou três dias. As ferramentas são primitivas, mas as forjas geram reproduções exatas de todos os tipos imagináveis ​​de armas, de pistolas-caneta e granadas de mão, a rifles automáticos e armas antiaéreas. As cópias são tão meticulosamente reproduzidas que até mesmo o número de série do original é transladado. Mas se essas réplicas executam tão bem quanto o original, aí é uma outra questão.

"Uma arma feita manualmente a partir de aço comum, não pode coincidir com uma arma produzida em uma fábrica bem equipada com aço exclusivo para armas, utilizando máquinas computadorizadas", afirmou Farid Shah, um armeiro local que produz fuzis Kalashnikov e espingardas calibre 12, acrescentando que suas armas são maciças e desde que não há padronização nas oficinas, não é possível substituir peças. Assim que, se algo der errado, a arma inteira tem que ser jogada fora.

Ninguém sabe ao certo quando a fabricação de armas em Darra realmente começou, mas os moradores afirmam que foi trazida para a aldeia por um desertor do exército britânico, possivelmente em torno da época da rebelião de 1857. Os homens da tribo ficaram satisfeitos em ter à sua disposição, as habilidades desse armeiro britânico e dentro de um curto espaço de poucos anos, Darra Adam Khel se tornou o centro de fabricação de armas ilegais. Os anos de crescimento, no entanto, só começaram em 1979, depois que os russos invadiram o Afeganistão. A demanda por armas aumentou já que os afegãos pegaram em armas e haviam poucos lugares melhores para comprá-las do que aqui.

Quinze anos atrás, Darra Adam Khel estava produzindo minas antipessoal, sub-metralhadoras, pequenos canhões e até lançadores de foguetes. Surpreendentemente, a tecnologia para fabricar estas armas pesadas foi recebida do próprio governo. Em abril de 1988, quando um grande depósito de munições em Rawalpindi explodiu, o governo vendeu a munição destruída como sucata para os negociantes de armas em Darra Adam Khel. Quase de imediato, os fabricantes de armas adquiriram a tecnologia para a fabricação de minas, metralhadoras, canhões pequenos e até mesmo lançadores de foguetes de canos múltiplos.

Mais tarde, quando o governo descobriu que os terroristas estavam usando as armas fabricadas em Darra contra suas próprias forças, eles reprimiram os moradores que fabricavam armas pesadas ilegais. Apesar de Darra Adam Khel estar localizada dentro do Paquistão, é controlada pelos homens das tribos locais e fora do alcance da lei paquistanesa.

Há mais de 2.500 armeiros qualificados em Darra Adam Khel hoje, que sentem que a má impressão que a sua aldeia recebe é injustificada. As armas que Darra faz, raramente acabam nas mãos de terroristas, dizem eles, acrescentando que esses armeiros servem apenas o mercado local.





Arma disfarçada de caneta.



Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário