segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Erva Silvestre Alegadamente Mata a Fome e a Sede por Dias

Um remédio de emagrecimento centenário está pronto para fazer um retorno após a evidência de seu uso, ter sido descoberta em manuscritos antigos durante uma escavação arqueológica. A "heath pea" (Lathyrus linifolius) também conhecida como "ervilhaca amarga", é uma planta medicinal escocesa, há muito esquecida, com flores roxas e que aparentemente, pode suprimir a fome e sede por semanas. Empresários estão agora interessados ​​em re-introduzir a planta prodigiosa no mundo como um suplemento dietético que poderia produzir resultados de perda de peso drásticos.

De acordo com registros botânicos, a ervilhaca amarga foi um ingrediente vital na dieta das terras altas (Escócia) até o século 18, quando a comida era escassa. Os tubérculos da planta, do tamanho de ervilhas, tinham suas raízes removidas, secas e ingeridas. Apenas dois tubérculos eram suficientes para dar um impulso de energia e evitar sede e fome durante dias, até mesmo semanas. Dizem que comunidades inteiras viviam com esses tubérculos quando as colheitas eram pobres.

A literatura do século 17, também indica que a planta ajudou as pessoas a realizarem atividades extenuantes, como trabalhar nos campos. Monges usavam para tratar pacientes por volta do século 14, e há rumores de que teria feito uma aparição na corte do rei Charles (aparentemente ele dava a suas amantes que tivessem propensão a excesso de peso). Acredita-se também, que as raízes foram consumidas pelos soldados de Júlio César, em preparação para a batalha de Dirráquio em 48 aC.

O Dr. Moffat, diretor da escavação, explicou que os tubérculos têm um gosto ''semelhante a couro com alcaçuz'' com um ''aroma de anis''. "Se você come um desses tubérculos do tamanho de uma ervilha, significa que você 'não come, não quer comer e não sente falta de comer por semanas e até mesmo meses", disse ele. Ele especula que a doçura incrível poderia indicar a presença de "transethanol" - uma substância 300 vezes mais doce do que o açúcar e portanto, energética.

Embora os tubérculos fossem uma medida comum em crise, tornaram-se obsoletos quando o cultivo em massa da batata foi introduzido. A ervilhaca amarga foi gradualmente esquecida, até que reapareceu durante o estudo recente. Mas especialistas acreditam que possa ter vários usos no mundo de hoje, com direito a aumentar a energia de atletas a ajudar pessoas a perderem o excesso de gordura.

O empresário com sede em Londres, Richard Swift, está planejando financiar um estudo das propriedades da ervilhaca para saber se poderia ser escalada como uma nova indústria artesanal na Escócia rural. "Estou interessado nela para dois propósitos - o alívio da fome e para a manutenção de energia", disse ele. "Hoje em dia, para as pessoas se doem de fome e precisam fazer alguma coisa contra isso, poderia ser um potencial auxílio na dieta. Poderia ser bom para atletas ou boxeadores em treinamento, que querem manter um certo peso. Temos que descobrir se é segura e eficaz. Se assim for para ambos casos, então vamos ter que aumentar o financiamento para que o trabalho possa ser realizado. " 

Ele acrescentou que a planta é difícil de colher no momento, porque ocorre em campos de pastos e precisa ser escavada. Mas ele está bastante otimista sobre as possibilidades. "Ela cresce no que poderia se chamar de terra periférica, mas não há nenhuma razão para que não possa crescer em boa terra agrícola. Mas eu quero mantê-la no Planalto pois isso beneficia as economias locais." 

A ervilhaca amarga poderia causar uma revolução na indústria de perda de peso, mas provavelmente vai demorar um pouco até que seja comercializada.

Já o admin aqui, prevê os usos militares de um suplemento como esse...

Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário