quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Curionautas Doodles #102

* Essa postagem trás os Doodles, que são as mini-postagens com curiosidades que publicamos na na nossa página no Facebook




O ouro foi usado como remédio?

Desde antes de Jesus cristo, o apreciado metal fez parte do tratamento de algumas doenças, obviamente em pacientes ricos.

Dizem que Cleópatra dormia com uma máscara de ouro para apurar a pele de seu rosto. Para a pele, receitavam em Roma, pomadas com alto conteúdo em ouro. Os alquimistas davam de beber ao monarca francês Luis XII (1601-1643), ouro líquido para melhorar a sua maltratada saúde.

Ao longo da história, aqueles cujo dinheiro podia permitir, mastigaram lâminas de ouro ou acrescentaram ouro em pó a certas beberagens para tratar de seus males. A utilização do metal dourado como remédio não cessou e chegou até os nossos dias, com o nome de crisoterapia.

É usada principalmente como anti-inflamatório e demonstrou ser efetivo em afecções como o reumatismo, embora a dificuldade que causa a sua absorção provoque importantes danos secundários.




Por que fuzilaram o elefante de circo Chunee?

Após apresentar com muito sucesso sua enorme figura pelos circos e teatros de Londres, o elefante Chunee, famoso por seu caráter tranquilo, sua inteligência e obediência, elogiado inclusive pelo próprio Lord Byron, em um certo dia mudou de humor.

Isso se aconteceu devido às terríveis dores que assolavam o grande animal, por uma forte infecção em uma das suas presas, que levaram o paquiderme ao desespero no meio de um passeio: escapou esbaforido e na corrida, matou a um de seus cuidadores.

A aplicação das leis daquela época, não faziam distinção entre homens e animais, assim que a condenação foi taxativa: teria que morrer fuzilado.

E assim ocorreu em um dia de 1826, quando caiu abatido por 152 projéteis de mosquetão, embora não tenha morrido pelas balas e teve que ser finalmente sacrificado com uma espada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário