quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Hanebisho - O Papel Higiênico Mais Caro do Mundo

Entre os elementos para a higiene pessoal, sem dúvida, o papel higiênico foi um dos inventos mais significativos. Graças a este milagroso produto nos esquecemos das "chircas", sabugos de milho, dos panos sujos, da alface e de quanta coisa o ser humano utilizou para limpar o asterisco.

Nem sempre é um produto barato e quanto mais "conforto" ofereça, mais caro costuma ser, mas o Hanebisho é para as pessoas que fedem a dinheiro e se você faz parte desse seleto grupo de pessoas, talvez deseje experimentar este papel higiênico considerado como o mais luxuoso e caro do mundo.

Para as pessoas que sentem que seu traseiro merece o melhor que o dinheiro possa comprar, simplesmente não há outra alternativa a esta obra de arte maravilhosamente enfeitada. Como podem ver nas fotos, um pacote de três Hanebisho custa 5 mil ienes (aprox. 110 reais), enquanto que um pacote de oito pode ser seu por apenas 10 mil ienes (aprox. 221 reais), o que significa que um só rolo de 20 metros custa entre 26 e 31 reais (1 real e 50 centavos por metro de papel).


Isso é bem mais do que uma pessoa normal, gasta em papel higiênico durante meses. Neste ínterim, provavelmente você esteja se perguntando o que faz deste papel higiênico tão especial que às pessoas estejam dispostas a pagar tanta grana?

Em primeiro lugar, o papel Hanebisho é fabricado apenas com fibra de celulose de madeira da mais alta qualidade importada do Canadá, que é tratada com água do rio mais límpido do Japão, o Rio Nyodo, que ocupou o primeiro lugar em 2010 dentro do ranking nacional de Qualidade d'água dos rios japoneses.


O processo de produção é parecido ao de uma panqueca americana: o material é aquecido com um maçarico não muito quente onde a parte inferior é queimada e a parte do meio seca, de modo que cada centímetro de Hanebisho fique perfeitamente suave, além disso a secagem do papel higiênico é realizada mais lentamente que os métodos habituais para que fique mais agradável e esponjoso.

A temperatura e a umidade do processo de produção, são ajustados conforme o clima. Nos métodos de produção, não existem dois dias iguais. Uma vez que o papel está pronto, o fabricante de cada lote escreve seu nome e a data de produção em um rolo que é enviado ao diretor geral para a inspeção final.

Durante 10 anos, o diretor experimentou cada rolo Hanebisho na sua própria pele para ter certeza de que se ajustava ao padrão de qualidade definida. Uma vez aprovados, os rolos são enviados ao departamento de desenho, onde os artesãos mais exigentes, adornam o produto com intrincados padrões, o que garante que o projeto continue sendo elegante sem importar onde seja rasgado o papel higiênico.


A embalagem de Hanebisho é tão surpreendente como o produto em si. Cada rolo é envolvido cuidadosamente em "Tosa washi" (um papel tradicional japonês especial da província de Kochi) e colocado em caixas decoradas feitas à mão por artesãos de Kyoto. O interior de cada caixa também está coberto com papel prateado especial. Segundo o site que comercializa o Hanebisho, o papel higiênico é "a última palavra em maciez e o melhor em desenho moderno japonês" e pode fazer com que sinta-se "como se sua pele estivesse envolvida suavemente em seda.'"

"Presenteei Hanebisho ao meu pai no dia dos Pais. Ele achou o papel do embrulho, e o próprio papel higiênico, tão bonitos que pôs em exibição na mesa da sala de estar. Estava feliz de uma maneira que nunca vi antes", escreve um cliente satisfeito

Apenas 150 rolos de papel higiênico Hanebisho são produzidos por dia.


Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário