terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Pentágono Desenvolve Robô-Guepardo


O Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos EUA., apresentou um robô inspirado no animal terrestre mais rápido do mundo que se desloca, corre e pula com um equilíbrio robótico sem precedentes.

O robô-guepardo financiado pelo Pentágono foi desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) ao longo de cinco anos de provas. O guepardo do MIT funciona com baterias e alcança velocidades de mais de 10 milhas por hora (16 quilômetros por hora), consta de 12 motores leves alimentados com energia elétrica, enquanto um algoritmo decide a quantidade precisa de força que cada pata deve exercer. Um computador interno recebe os dados a partir de sensores e depois envia os comandos aos motores.

.
"É uma Ferrari no mundo da robótica", comentou Sangbae Kim, professor do MIT e líder da Biomimetic Robotics Lab.  Segundo explica Kim, o robô-guepardo foi desenvolvido sobre a base de desenhos de outras tecnologias, como, por exemplo, veículos que podem ser deslocado por terrenos irregulares. Os pesquisadores esperam que o robô-guepardo, de 32 quilos, seja capaz de executar missões de busca e resgate ou adentrar meios hostis inacessíveis para humanos. "Nos próximos 10 anos, nosso objetivo é fazer com que este robô seja capaz de salvar uma vida", disse Kim.

.
Cada pata do guepardo robótico é impulsionada por três motores que podem gerar muita potência inclusive a baixas velocidades. "Quando o robô está andando, à cada passo, calculamos a quantidade apropriada de potência em suas patas para que o robô possa ser equilibrado", disse o cientista de investigação do MIT Hae-Won Park, autor do algoritmo de movimento do guepardo.

O robô do MIT é uma derivação de projetos similares desenvolvidos pela Boston Dynamics, incluindo outro "guepardo" que se deslocava a uma velocidade de mais de 28 quilômetros por hora. Os robôs do MIT e da Boston Dynamics estão financiados pela Agência do Departamento de Defesa dos EUA. (DARPA).

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário