quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Taxista Indiano Dirige seu Fiat em Marcha à Ré por 11 anos


O taxista indiano Harpreet Dev é bem conhecido em sua cidade natal de Bhatinda, Punjab, Índia, por suas incríveis habilidades de condução reversas. O homem de 30 anos tem dirigido seu táxi em marcha à ré nos últimos 11 anos. Harpreet está tão acostumado a isso que agora ele diz que já não confia em si mesmo dirigindo normalmente. Ele tem até mesmo uma licença especial do governo que lhe permite dirigir desse modo em qualquer estado da parte norte da Índia.

A paixão de Harpreet por dirigir ao contrário começou em 2003, quando seu fiel Fiat Padmini travou na marcha à ré até tarde da noite. "Eu estava fora da cidade, não tinha dinheiro, então pensei em dirigir o carro em marcha à ré até Bhatinda," disse ele. "Então eu dirigi para trás e mais tarde eu ganhei confiança." 

Foi quando ele percebeu que estava realmente em alguma coisa, então na manhã seguinte ele pintou as palavras "Campeão da marcha à ré" na lateral da viatura e redesenhou a sua caixa de marchas para ter quatro engrenagens reversas e apenas uma à frente.

Depois de anos de prática, Harpreet pode agora confortavelmente dirigir para trás em velocidades de até 80 quilômetros por hora. Uma sirene de ambulância anexada ao topo do carro, adverte os motoristas desavisados e pedestres sobre sua peculiar forma de dirigir. "Tomo todo o cuidado possível para proteger os outros motoristas na estrada", declarou orgulhosamente.

"Eu sempre quis fazer algo diferente, algo único," acrescentou. "Em termos mais simples, inverti completamente o mecanismo de engrenagem do carro para que eu chegue às velocidades máximas ao andar de ré." Em 2005, Harpreet dirigiu seu carro invertido, por todo o caminho de Rajasthan, na Índia, a Lahore, no Paquistão, para promover a paz entre os dois países.

Infelizmente, o sonho de Harpreet de entrar para o livro Guinness dos recordes ruiu, quando ele descobriu que uma pessoa chamada John Smith, do Reino Unido, já havia feito a proeza. Para quebrar o recorde de Smith, Harpreet teria que ter registrado em vídeo, todo o percurso em marcha à ré e ele não pôde filmar.

.
O estranho hábito de condução de Harpreet lhe deu fama em sua cidade natal, mas teve alguns efeitos negativos também - ele agora sofre de problemas graves no pescoço e nas costas - "Tenho dores no pescoço, frequentes dores de cabeça e tive graves crises de vômito no passado", admitiu. "Eu tenho um problema grave de espinha por dirigir tão rápido no sentido inverso, porque todo o meu corpo fica contorcido." 

Mas Harpreet acredita que tudo valeu a pena. "Conseguir algo especial nunca é fácil," ele explicou. "a intenção é o que conta"

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário