sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Oricalco - Arqueólogos Descobrem Possíveis Evidências da Existência da Atlântida

Resplandecentes peças de um metal conhecido como oricalco, que segundo os antigos gregos provinha da própria Atlântida, foram recuperadas de um barco afundado há mais de 2.600 anos na costa sul da Sicília. Segundo Platão, o oricalco abundava na mítica Atlântida.

A embarcação que levava o precioso carregamento foi devorada pelas forças de Poseidon quando se encontrava próxima a entrar no porto de Gela. "O naufrágio data da primeira metade do século VI", declarou Sebastiano Tusa, da Superintendência do Mar na Sicília. "Foi encontrado a 300 metros da costa a pouco mais de 3 metros de profundidade".

Os mergulhadores recuperaram um total de 39 lingotes que jaziam dentro do barco semienterrado na areia. "Nada similar foi descoberto, sabíamos da existência do oricalco graças aos textos antigos e alguns poucos objetos ornamentais", expressou entusiasmado Tusa.

Tesouro atlante 

Cadmus, a figura mitológica grega que dizem ter
criado o oricalco
O metal lendário é mencionado em escritos antigos sendo os mais significativos os textos de Platão sobre a Atlântida. Segundo esses escritos, esse metal seria o segundo mais valioso e era extraído em muitas partes da Atlântida, a qual brilhava graças "ao resplendor avermelhado do oricalco". A palavra oricalco significa "cobre de montanha" e deriva do grego.

Na mitologia grega, o criador do maravilhoso metal teria sido Cadmus, figura mitológica, a quem é atribuída a introdução do alfabeto na Grécia, igualmente o arado, a fundição de metais e a agricultura.

Segundo estudos de muitos especialistas em metais e historiadores da mineração, o oricalco ou orichalcum não é mais que uma liga de cobre, zinco e chumbo, muito provavelmente o conhecido como "latão dourado". No entanto, a referência dada por Platão em Critias elimina a possibilidade de que seja uma liga de metais, já que "se extraía da terra em muitos locais da ilha" (Critias, 114).

Professor Sebastiano Tusa, centro, e sua equipe de mergulhadores descobriram os lingotes de oricalco em um naufrágio de 2.600 anos de idade, encontrado na costa de Gela, na Sicília.
À vista desta descrição, alguns arqueólogos pensaram que o oricalco não era mais que o âmbar: precisamente durante a Idade de Bronze final (século. XII-X a.C.) o âmbar era um dos principais produtos que, da Península de Jutlândia, os navios de Tartessos exportavam a todo o Mediterrâneo junto com o estanho, o bronze e a prata.

O naufrágio próximo da costa sul de Gela, Sicília, Itália.
O pesquisador britânico James Allen, quem propõe a teoria de localizar a Atlântida no Altiplano andino, estabelece que o oricalco corresponde à liga natural de ouro e cobre que existe em forma única e abundante nessa região (minas em Urukilia, bem perto de Pampa Aullagas), da qual existe grande quantidade de artesanato resgatado pela arqueologia. 

Sobre os lingotes encontrados 

Ao ser analisados mediante fluorescência de raios-X, os 39 lingotes resultaram ser uma liga feita de aproximadamente 75-80 por cento de cobre, 15-20 por cento de zinco, e pequenas porcentagens de níquel, chumbo e ferro. 

Foto dos lingotes de oricalco recuperados pelos mergulhadores.
"O achado confirma que um século após sua fundação, no ano 689 a.C., Gela cresceu para se converter em uma cidade opulenta com oficinas de artesãos especializados na produção de artefatos preciosos", assinalou Tusa. Os 39 lingotes recuperados do naufrágio estavam, de fato, destinados a essas oficinas onde seriam utilizados para decorações de alta qualidade. Qualquer que seja a origem e natureza do oricalco, a equipe de Tusa tem planos para fazer escavações no naufrágio e trazer à superfície todo o carregamento.

Confira também a matéria do Noite Sinistra sobre o Oricalco

Fonte Fonte Fonte

2 comentários:

  1. puxa sera que é ou será que não é, no final das contas não vamos ficar sabendo.....

    tenho uma sugestão de matéria para este site ou para o rusmea.... sobre uma das 10 tribos perdidas de israel (das 12) que possivelmente chegaram no japao e criaram a cultura e lingua de lah.... os indicios sao muito interessantes... 古代日本とイスラエル10部族の謎

    obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Eu tinha um esboço sobre esse assunto lá no rusmea.com...

      Obrigado pela dica Nomee^^

      Grande abrax^^

      Excluir