quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

A Morte é Aterradora, Mas Estas 10 Coisas Demonstram Que no Passado era Muito Pior

A época vitoriana da Inglaterra foi um tempo e local onde o terror governou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana. Durante essa era, tudo parecia normal para as pessoas, no entanto, quando analisamos como viviam, é difícil entender como podiam manter a sensatez.

Uma parte escura da época vitoriana foi o tema da morte. Sim, a morte é bastante aterrorizante mas os vitorianos de alguma maneira fizeram com que parecesse ainda mais terrível em 10 formas únicas.

1. A demanda superou com grande diferença a oferta na hora de encontrar espaço para enterrar os mortos. O método corrente de eliminação dos corpos era o enterro em pequenos jardins urbanos de igrejas, cemitérios, ou criptas. Não era pouco comum encontrar 20 ataúdes em uma só tumba, todos empilhados um em cima do outro.
2.  Se a família tinha um pouco mais de dinheiro, podia mandar construir uma jaula de metal sobre a tumba. Tratava-se de uma forma de proteção contra os "Resurrectionists" os ladrões de sepulturas, prevenindo que roubassem o cadáver.
3. Os corpos nos cemitérios vitorianos eram perturbados e com frequência desmembrados e destruídos. Isso era feito por coveiros gananciosos como uma maneira de conseguir espaço para novos corpos. Era bastante comum encontrar ossos e partes de corpos em descomposição espalhados ao redor dos cemitérios.
4. Os ataúdes antigos eram destruídos e vendidos como lenha para os camponeses pobres. Este é outro exemplo de coveiros gananciosos que se aproveitavam para fazer dinheiro.
5. Os cemitérios vitorianos fediam. O cheiro dos corpos em descomposição e a superlotação era notoriamente terrível. De fato, o cheiro era tão ruim e tão enervante que acredita-se que tinha um impacto significativo na saúde da população local.
6. Os violadores de sepulturas, segundo relatórios, costumavam jogar um jogo chamado "Skittles" com os ossos dos defuntos. Skittles era uma espécie de jogo de boliche ou de bocha.
7. Os "vapores cadaverous" eram algo para se ter cuidado. Estes vapores fazem referência aos gases que o corpo emite enquanto se decompõe. Os "especialistas" eram chamados com frequência para que revisassem ataúdes que estavam armazenados nas criptas de igrejas. Isto para evitar que houvesse uma explosão devido à acumulação dos gases.
8. Os fiéis com frequência tiveram que suportar cheiros horríveis durante as missas, isto, devido ao excesso de corpos armazenados nas criptas das igrejas e capelas. Isto obrigava a que usassem lenços no rosto.
9. Os cemitérios vitorianos estavam lotados de corpos. Mas quantos corpos? A média é que 200 metros quadrados poderiam conter entre 60 e 70 mil cadáveres.
10. Os funerais eram assuntos de grande importância na época vitoriana. Inclusive podiam contratar "profissionais" para assistirem a esses funerais. Estas pessoas não tinham permissão para falar. Seu único trabalho era se unir à procissão fúnebre e se mostrar triste...
Tudo isto me faz agradecer cada vez mais por não ter nascido na época vitoriana...Vai pra luz...

Fonte Fonte

6 comentários:

  1. Que post interessante! Como sabe, adoro saber dos costumes de tempos passados... =D
    Bjin!

    ResponderExcluir
  2. Que post interessante! Como sabe, adoro saber dos costumes de tempos passados... =D
    Bjin!

    ResponderExcluir
  3. Puts, ta ai pra quem pensou que so homem bomba que explode, na epoca vitoriana eles tinham defutos bomba, a menor faisca e ia tudo pelo ares kkkkkkkk muito louco

    ResponderExcluir
  4. Rusmea, se nao tiver aqui, faz uma materia do que acontece com o nosso corpo enquanto ele se decompoe, e bem interesante, caso ja tenha aqui me mande o link.
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. sempre que reviro os artigos mais antigos do curionautas , encontro posts interessantes , curto artigos relacionados a era vitoriana e começo do século 20 também , que continuem com estas matérias.

    ResponderExcluir