quinta-feira, 16 de abril de 2015

Este Homem Não Tinha Família e seus Vizinhos Decidiram Honrá-lo de uma Forma Muito Estranha


Quando alguém morre, o procedimento padrão é o de informar familiares do falecido. Fazer isso nos dias de hoje é muito fácil, já que todos nós temos smartphones e carteiras cheias de documentos de identidade além de cartões de crédito. Mas no início de 1900, isso não era tão simples assim...

Se você morresse fora da cidade naquela época, você deveria carregar suficiente informação sobre a sua pessoa para que o seu corpo fosse transladado aonde deveria ser enviado.
Infelizmente, isso é exatamente o que não aconteceu a um homem conhecido pelo apelido de Old Mike no início do século 20. Mike era um vendedor ambulante que morreu na cidade de Prescott, Arkansas em 1911.


Ninguém sabia o nome completo de Mike, mas eles sabiam quem ele era, já que ele visitava Prescott uma vez por mês para vender canetas, artigos de papelaria e outros bens de consumo para a população da cidade. Infelizmente, em uma certa noite em Prescott, seu corpo foi encontrado no parque da cidade. É provável que ele tenha sofrido um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral.

A cidade teve dó de Mike, e seu corpo foi levado para a funerária local onde foi embalsamado e preparado para o enterro.

Infelizmente, a busca nas malas de Mike não levantou nenhuma identificação sobre ele e sua família. Na esperança de que alguém acabaria por identificar Mike e reivindicar o seu corpo, a funerária colocou o seu corpo em exposição. Anos se passaram e ninguém veio reclamá-lo.

Ao longo do tempo, Mike ganhou o apelido de Old Mike e se tornou uma atração turística regional.

Em 1975, ficou claro que ninguém iria reclamar o corpo de Old Mike. Foi quando o Gabinete do Procurador-Geral do Arkansas solicitou que a funerária enterrasse Mike. A foto abaixo mostra as pessoas que foram ao funeral há muito aguardado de Old Mike.


Que maneira estranha de partir. Dá para apostar que Mike nunca imaginou que iria ficar famoso e muito menos como um cadáver embalsamado em uma funerária no interior do Arkansas.

Fonte

Um comentário: