sexta-feira, 17 de abril de 2015

Governo Chileno Confirma que Misterioso OVNI NÃO É Algo Feito pelo Homem


Um ovni prateado em forma de disco avistado no Chile é "um objeto não feito pelo homem", assim confirmou o governo do país andino. As autoridades deram a conhecer as fotos depois de concluir a investigação correspondente para descartar qualquer explicação terrestre.

O tamanho do objeto seria de aproximados 10 metros de diâmetro e de acordo com às testemunhas oculares, se deslocava tanto vertical como horizontalmente, fazendo movimentos impossíveis para qualquer nave convencional.

Os cientistas do Comitê de Estudos de Fenômenos Aéreos Anômalos (CEFAA) comunicaram que o objeto avistado não corresponde a "nenhum fenômeno atmosférico conhecido ou objeto feito pelo homem". 

As testemunhas do avistamento foram 35 trabalhadores e profissionais da mina Collahuasi, situada a 4,300 metros sobre o nível do mar, na região norte de Tarapacá, que em meados de abril de 2013, viram e fotografaram um disco prateado que se manteve visível por aproximadamente duas horas e a 2000 pés (Aprox. 600 metros) de altitude, em um dia ensolarado.

O ovni de Collahuasi.

Inicialmente preferiram manter o registro do ocorrido em segredo por medo do ridículo, mas quando os seus chefes souberam do ocorrido, estes fizeram questão de enviar cópias das fotos ao CEFAA para determinar a natureza do objeto.

Nos resultados publicados em julho de 2014, o Serviço Meteorológico chileno explica que o céu estava completamente claro naquele dia e que não foram detectadas nuvens lenticulares na zona.

José Lay, diretor de assuntos internacionais do CEEFA também excluiu a possibilidade de que se trate de um drone. "As pessoas da área sabem perfeitamente como são os drones porque as companhias pesqueiras utilizam-nos e são muito barulhentos; este definitivamente não era um drone". As autoridades também descartaram balões atmosféricos, e qualquer avião experimental ou artefato militar com essas características.

Fonte Fonte 

Nenhum comentário:

Postar um comentário