terça-feira, 26 de maio de 2015

As Esposas D'água da Índia que Vivem Exclusivamente para Buscar Água a suas Famílias


Homens em aldeias atingidas pela seca na Índia, muitas vezes tomam uma segunda ou mesmo uma terceira esposa cujo único propósito é apenas trazer água para a família. Elas fazem várias viagens longas até às fontes d'água distantes todos os dias, carregando grandes tarro d'água sobre suas cabeças.

Os homens só têm filhos com suas primeiras esposas, enquanto o único propósito dessas mulheres é fornecer água para a família em troca de um teto sobre suas cabeças e o status social de esposa.

Encontrar uma mulher disposta a assumir o ônus de esposa d'água não é uma tarefa fácil. Na Índia, nenhum pai quer que sua filha se case com um homem de uma área atingida pela seca, especialmente se eles próprios vivem em zonas irrigadas do país. Assim, um homem de uma aldeia castigada pela estiagem se casa com uma garota de uma outra aldeia em similar situação, ou de sua própria.

Esposas D'água 

Essas mulheres entendem as dificuldades da seca e fazem o que é necessário para fornecer água. Ainda assim, nem todas aceitam esse papel, de modo que esposas d'água são geralmente as mulheres que foram abandonadas por seus ex-maridos ou viúvas. Enquanto que a primeira esposa deve ser uma mulher solteira da mesma casta, não há restrições de elegibilidade para esposas d'água.

Além de seu principal objetivo, as esposas d'água devem concordar em receber ordens da primeira esposa, cujo papel é o de cuidar dos filhos, ordenhar as vacas e cozinhar. Elas também devem aceitar que não têm direito a partilha da propriedade e patrimônio da família, e não podem compartilhar a cama do homem enquanto a primeira esposa ainda estiver viva.

Em um determinado dia, uma esposa d' água em Denganmal, uma vila no estado indiano de Maharashtra a 150 quilômetros de Bombaim (Mumbai) carrega mais de 100 litros d'água de uma fonte localizada a 3 km de distância, fazendo várias viagens sob um calor de mais de 40 graus.

Esposas d'água jovens são consideradas mais produtivas, tanto que homens muitas vezes tomam uma terceira esposa, após notarem que a primeira esposa d'água não está buscando tanto como ela costumava fazer.

.
Um caminhão pipa com capacidade para 1.000 litros entra em Denganmal a cada cinco dias, e as filas que se formaram ao redor muitas vezes acabam em feias situações. Esposas d'água sabem que obter alguns poucos litros extras, significa uma viagem a menos à distante fonte d'água, assim que elas tentam defender o líquido precioso tanto quanto possível.

Mulheres em Denganmal esperam que pelo menos as suas filhas tenham uma vida mais fácil, se o Governo finalmente encanar água da represa próxima à sua aldeia. "Nós não podemos mais fazer isso", disse a esposa d'água Tuki a Open Magazine, falando em nome das mulheres da Denganmal "Estamos cansadas ​​de ir buscar água."

Fonte Fonte

Um comentário: