quarta-feira, 10 de junho de 2015

Acham no México um Suposto Piloto Mumificado depois de se Acidentar sobre um Vulcão


O degelo gradual do cume do vulcão Citlaltepetl, conhecido também como o pico de Orizaba - o mais alto do México - fez aflorar um corpo mumificado que as autoridades atribuíram ao piloto de uma aeronave acidentada no final do século passado.

Assim acreditam pois o cadáver vestia uma roupa diferente à adequada a um alpinista, segundo o jornal "Enfoque".

Em 1998, foi registrado o acidente aéreo de um pequeno avião Short SC.7 Skyvan da Força Aérea Mexicana. No entanto, o diário local atribuiu ao corpo mumificado, ainda não identificado apropriadamente, a uma suposta mulher piloto que viajava no comando de um avião Cessna.

Provavelmente se trate de uma mulher - Alpinista ou piloto?

A expedição do Agrupamento de Alta Montanha da Benemérita Universidade Autônoma de Puebla (Agrum BUAP) realizada no domingo dia 31 de maio de 2015, encontrou o cadáver congelado a 5 mil e 100 metros de altura no vulcão Citlaltepetl.

Luis Fierro Cirigo, membro da Agrum, explicou que às 8 da manhã do passado domingo, enquanto o grupo de nove pessoas fazia a descida pelo lado sul da montanha, encontrou o corpo e deu aviso aos seus colegas.

"Me aproximei e vi o que era um corpo. Ficamos surpresos, mas imediatamente nos acalmamos e guardamos respeito à pessoa falecida" disse Luis Fierro Cirigo.

"Vi ao longe algo muito diferente às rochas do vulcão. Me aproximei e vi que era um corpo. Ficamos surpresos, mas imediatamente nos acalmamos e guardamos respeito à pessoa falecida", explicou Fierro Cirigo, quem destacou que Luis Ignacio Godina, presidente do agrupamento e  chefe de grupo corroborou naquele momento o achado.

O grupo de alpinistas profissionais começou a ascensão ao Pico de Orizaba à meia-noite do domingo em meio da neve constante. Por volta das 7 da manhã, o grupo chegou ao cume e começou a descer.

Tanto Fierro como Ignacio Godina tomaram à dianteira como guias devido à neve e ao mau tempo. Ambos decidiram tomar uma rota pouco comum para descer ante a adversidade do clima. A rota é bem conhecida pela Agrum, no entanto nunca pensaram encontrar um corpo.

Possivelmente se trate uma mulher que viajava no Cessna que caiu em 1998. "Dessa mulher só encontraram uma perna".

Eles informaram da descoberta a Hilario Aguilar de Chalchicomula de Sesma, enquanto comiam no centro do povoado. Nesse momento, se lembraram de mostrar sigilo para evitar que "fizessem um circo" e fluísse a desinformação

Luis Fierro indicou que o corpo "tinha vestimenta diferente de um alpinista. Pude ver que se tratava de uma roupa preta com listras, casaco e calças, além de uma camisa azul celeste". Luis agrega que possivelmente se trate uma mulher que viajava no Cessna que caiu em 1998. "Dessa mulher só encontraram uma perna".

O acidente ocorreu porque o piloto foi atacado por um infarte. Só recuperaram dois corpos, o do piloto e um tripulante. O pequeno avião caiu de uma altura de 5 mil e 600 metros de altura em uma zona conhecida como a "Roca el Pulpito". O corpo foi encontrado a 600 metros desse ponto.

Fonte Fonte

Um comentário: