terça-feira, 14 de julho de 2015

Descobrem Um Cemitério Celta de "Animais Híbridos"

O recente achado de um antigo povoado da Idade do Ferro em Dorset, Reino Unido, surpreendeu os arqueólogos por algo mais que sua arquitetura. No lugar, desenterraram numerosos "animais híbridos" que foram criados e sepultados pelos celtas que habitaram a região há mais de 2,000 anos.

(imagem ilustrativa acima)
Um dos híbridos consistia em um cavalo com um chifre de vaca em sua testa. Enterrados em fossos embaixo das casas do povoado, os "monstros" mais abomináveis incluem ovelhas com duas cabeças, vacas com cabeça ou patas de cavalo, ovelhas com cabeças de touros em sua parte trasera e cavalos com chifres de vacas.

Corpo de ovelha com cabeça de vaca. 
Miles Russell, co-diretor da escavação, declarou que as combinações de diferentes partes de animais foram cuidadosamente localizadas em fossos de armazenamento com uma profundidade de 2 a 3 metros, e que estes fossos eram geralmente utilizados para guardar cereal e outros importantes mantimentos embaixo das entradas das casas.

"As pessoas da Idade do Ferro depositaram estas estranhas criações no fundo dos fossos, para depois tampá-los", explicou Russell. "Tais práticas foram detectadas anteriormente em outros lugares do Reino Unido, mas nunca com esta intensidade", agregou.

Ilustração de um grifo do século 17, que combina partes de diversos animais diferentes.
Até agora, os pesquisadores da Universidade de Bournemouth estudaram 122 fossos do lugar arqueológico, e em todos acharam algo.
Cabe destacar que, segundo Russell, o enterro teria uma origem ritual, sendo os surpreendentes achados, criados com esqueletos de diferentes animais sacrificados em "algum tipo de oferenda" para obter o favor dos deuses para novas colheitas ou uma melhor saúde para os demais animais.

Uma disposição particularmente estranha de ossos de animais, também envolveu um esqueleto humano. Uma jovem mulher parece ter sido sacrificada (houve uma indicação de que sua garganta provavelmente havia sido cortada) e foi então enterrado em uma "cama" especialmente arranjada com ossos de ovelhas, cães e de cavalo. Significativamente, esses ossos de animais haviam sido deliberadamente classificados para espelhar os ossos da mulher morta.

Crânio de vaca com mandíbula inferior de cavalo no poço da Idade do Ferro.
Também poderia indicar que os antigos britânicos possuíam crenças ou mitos relacionados com animais hibridizados, da mesma forma que os gregos. "A maioria de civilizações ancestrais têm animais híbridos em suas respectivas mitologías. E, ainda que os celtas não deixaram nenhuma evidência escrita disso, os experimentos híbridos com ossos de cavalos e vacas estariam sugerindo a existência de uma deidade celta com estas características", concluiu o pesquisador.

Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário