quarta-feira, 22 de julho de 2015

O Que o Google Esconde - Lugares e Objetos Que Não Podem Ser Vistos No Google Maps

Pese ao fato de que com a ajuda do Google Maps se pode acessar quase qualquer lugar, certos âmbitos não estão disponíveis para se ver. Residências de alguns presidentes, plantas de energia nuclear ou centros de investigação, são consideradas instalações secretas e estão distorcidas deliberadamente. Antes de chegar à base de dados do Google Maps, cada imagem de um destes 20 lugares foi editado de maneira que ficasse borrado, fora de foco ou totalmente eliminado.

Ramstein, a base aérea dos EUA na Alemanha.
A instalação petroleira de Szazhalombatta, Hungría.

Um edifício não identificado com a entrada sem marcação no Noroeste do Pacífico, EUA.
O Palácio Real de Amsterdam, Holanda.
Uma área desconhecida da Rússia.
As instalações da empresa petroleira Mobil em Bufallo, Nova Iorque.
Google Maps apresenta pouquíssima informação sobre a Coréia do Norte.
A base aérea 112 Reims-Champagne na França.
A central nuclear de Indian Point em Nova Iorque, EUA.
A base aérea de Volkel, Holanda.
O complexo HAARP (Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência) no Alasca.
O autódromo de Laguna Seca Raceway na Califórnia, EUA.
A cidade de Babilônia, a 90 quilômetros de Bagdá, Iraque.
O parque Tantauco no Chile.
A penitenciária "The Hill" de alta segurança no norte de Nova Iorque.
As ilhas Feroe, na Dinamarca, onde acredita-se que existam instalações militares.
A sede da OTAN em Portugal.
A central nuclear de Seabrook, em New Hampshire, EUA.
Um silo de mísseis na Espanha.
Não está o que exatamente é o complexo nuclear de Marcoule na França.

Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário