quinta-feira, 30 de julho de 2015

Robin Hood dos Remédios - Baba Pega Medicamentos dos Ricos e dá aos Pobres


Omkarnath, um técnico de banco de sangue aposentado de Nova Deli, Índia, é um moderno Robin Hood dos remédios. Nos últimos três anos, o homem de 79 anos tem recolhido medicamentos não utilizados dos ricos e distribuído entre os menos afortunados. Seus esforços lhe renderam o apelido de "Baba Remédio".


"Baba" é um termo utilizado na Índia para descrever um homem idoso sábio. Da própria Nova Deli, Baba caminha ao longo de sete quilômetros por dia, vasculhando a cidade e parando em quase todas as portas, pedindo medicamentos não utilizados. Ele também configurou dezenas de caixas de coleta em clínicas particulares ao redor da cidade, onde as pessoas podem fazer doações.

De acordo com Omkarnath, "Cada bangalô em Deli tem medicamentos extras, mas eles estão jogando em latas de lixo." Mas os melhores bairros, insiste ele, são os da classe média e os da classe média baixa. "Certa manhã, recebi uma cartela de medicação anti-câncer no valor de 35.000 rúpias (1.829 reais)", lembrou.

No final de cada viagem, ele se senta em um canto sossegado em um parque ou um banco de beira de estrada e repassa suas aquisições. Ele, então, organiza e cataloga cuidadosamente tudo em sua pasta, incluindo o nome do medicamento, o fabricante e a data de validade.
Baba já obteve remédios no valor de até 1.829 reais, apenas pedindo aos ricos.

Qualquer coisa que não está devidamente selada, ele descarta imediatamente. Ao longo de várias viagens de fim de semana, ele conseguiu acumular um estoque razoável de medicamentos no valor de dezenas de milhares de dólares. Ele armazena tudo em uma pequena sala alugada ao lado de sua casa onde há fileiras e mais fileiras de remédios comum contra gripe, injeções de insulina e até medicamentos contra o câncer. Ele também tem equipamentos como cilindros de oxigênio, cadeiras de rodas, andadores, e nebulizadores.

Omkarnath se inspirou para começar a sua missão depois que ele testemunhou alguns trabalhadores da construção civil ficando gravemente feridos. Ele acompanhou os homens para os hospitais do governo, mas recusaram dar tratamento a eles e mandaram para procurar outras fontes para a medicação necessária.

Omkarnath, ou "Baba Remédio" chega a doar mais de 30 mil reais por mês em remédios.
Foi quando aí que ele teve a ideia de tirar dos ricos e distribuir aos pobres. Embora ele não seja um farmacêutico treinado, ele não fornece um remédio a não ser que ele veja a prescrição de um médico. Mas ele não cobra nenhum centavo pelo seu serviço. Ele estima que a medicação doada por ele, alcança a cifra de US $ 9.000 (ou mais de 30 mil reais) por mês.

Ele trabalha em conjunto com organizações sem fins lucrativos e médicos para disponibilizar os seus remédios para o maior número de pessoas possível. Dra. Lalima Rangwani, um dos médicos que distribui os remédios de Baba, disse que ela não estava tão certa se podia confiar nele no início. "Mas quando ele trouxe os medicamentos, eu verifiquei o número do lote, tudo o que ele havia escrito na lista", disse ela. "Então, só então, eu fiquei convencida de que estes são medicamentos genuínos." 

Muitas pessoas se beneficiaram com generosidade e o trabalho duro de Omkarnath, e todos são muito gratos a ele. Dhulichand, um sapateiro que vem sofrendo de enfisema por muitos anos, recebe o seu prestimoso suprimento de cilindros de oxigênio de Omkarnath. Se não fosse pela ajuda do homem, ele teria que desembolsar US $ 100 (335) por 20 cilindros a cada mês.

"Eu não posso me mover ou até mesmo tomar banho sem esses cilindros", disse Dhulichand, que agora está confinado em sua cama. "Hospitais governamentais não me aceitam. Eles me dizem para voltar para casa. " 

.
A família de Omkarnath está bastante orgulhosa do que ele faz, mas isso não foi sempre o caso. Quando ele anunciou pela primeira vez a sua decisão de começar a coleta de medicamentos, eles não ficaram felizes com isso. "A família pensou que eu estava envergonhando ele por, basicamente, esmolar", disse ele. "Eles me advertiram." Mas finalmente cederam, uma vez que eles entenderam o enorme impacto positivo que seu trabalho tem na vida das pessoas.

Hoje, Omkarnath vive com cerca de US $ 500 (1 678) reais por mês, que ele recebe através de doações em dinheiro e não tem planos de parar a coleta de remédios para levar uma vida melhor. Na verdade, ele sonha em construir uma rede nacional de bancos de medicamentos. "Meus esforços se tornam apenas uma pequena gota de solução para um enorme oceano de problemas", disse ele. "Espero que, antes de morrer, isso se torne um movimento maior e eu tenha contribuído com pelo menos um copo."

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário