domingo, 2 de agosto de 2015

Publicam as Fotos do Último Refúgio do Imperador do Japão Na Segunda Guerra Mundial


Acabam de ser publicadas fascinantes fotografias do bunker onde há 70 anos, o imperador japonês Hirohito gravou a declaração de rendição incondicional do Japão na Segunda Guerra Mundial.

Acima, a foto da entrada para o último refúgio do imperador, onde foi declarada a rendição do Japão.

Como parte dos eventos em torno do 70º aniversário do final da Segunda Guerra Mundial, foram publicadas pela Agência da Casa Imperial, imagens do abrigo onde foi realizada a famosa declaração de rendição do imperador japonês Hirohito em 1945, assim como sua gravação original em disco de vinil.

Dentro do bunker.

O histórico discurso de rendição pronunciado pelo imperador japonês Hirohito em 14 de agosto de 1945, foi registrado pouco depois do cruel bombardeio de Hiroshima e Nagasaki realizado pelos EUA, com duas bombas atômicas. O governante gravou o discurso em segredo, escondido em um abrigo no seu palácio de Tóquio, temendo que os oficiais do Exército japonês, que se negavam a pôr fim à guerra, começassem violentos protestos.

Naquele tempo, o abrigo era secreto.

Naquela ocasião, um grupo de jovens oficiais do Exército irrompeu no palácio tentando roubar a gravação e interromper o discurso de rendição. Finalmente, servidores públicos do palácio conseguiram impedi-los, e os registros foram entregues de forma segura à emissora NHK para a sua transmissão no dia seguinte.

O Abrigo era literalmente um cofre com paredes grossas e pesada porta de ferro.

A voz no rádio há 70 anos era abafada e quase inaudível devido à má qualidade do som. Uma nova versão remasterizada poderia ser mais clara, mas os japoneses ainda hoje teriam dificuldade para entender a linguagem hermética usada pelo imperador.

O Imperador Hirohito à esquerda e o registro original à direita.

Agora, o som original foi lançado pela Agência da Casa Imperial em formato digital, à frente do 70º aniversário do discurso e do fim da guerra.

.
Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário