quinta-feira, 28 de abril de 2016

A Vila de um Homem Só na China

Liu Shengjia não é incomodado com música alta... Há cerca de dez anos, ele vive em completa solidão, salvo pelas ovelhas que cria.

Liu Shengjia é o único habitante de Xuenshanshe, uma aldeia localizada na província de Gansu, no noroeste da China.

Esse homem faz parte de um problema social que afeta a segunda maior economia do mundo: o progressivo abandono das zonas rurais por pessoas que buscam uma vida melhor nos grandes certos urbanos.

Em Xuenshanshe, a falta de recursos naturais forçou as cerca de 20 famílias da aldeia, a migrarem para outros lugares da imensa China. Só não foram embora os idosos, que pouco a pouco, acabaram morrendo.

Em 2006, a família de Shengjia era a única da aldeia. Liu vivia com sua mãe doente, e um irmão mais jovem. Só que naquele mesmo ano, ambos familiares morreram e Liu Shengjia passou a ser o único habitante.


"No início, eu demorava para pegar no sono enquanto ouvia os cães selvagens uivarem. Só mais tarde, quando comecei a criar algumas ovelhas, que se tornaram minha companhia, é que comecei a me acostumar a viver só." Disse o solitário habitante da aldeia.

Liu Shengjia, que vive com um salário de cerca de 379 reais mensais como guarda florestal, presume que: "um dia vou me mudar para uma zona mais populosa", mas ao longo dos dez últimos anos, apenas deixa Xuenshanshe para comprar mantimentos.


"A vantagem de morar sozinho na aldeia," disse ele, "é poder usar tudo o que os antigos vizinhos deixaram para trás."

Abrax

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário