terça-feira, 19 de abril de 2016

Alérgica a Si Mesma Pede Ajuda


Quando se trata de alergias, muita gente diz que é alérgico a acordar cedo, alérgico a cozinhar, ir à escola... Mas e se alguém disser que é alérgico ao próprio corpo?

Julie Reid, uma garota natural da Florida,EUA, sofre de uma rara doença de pele chamada Urticária Colinérgica, que faz com que ela sinta como se abelhas ferroassem todo o seu corpo sempre que transpira ou chora.

Basicamente, ela é alérgica ao seu próprio suor e lágrimas. Essa urticária pode durar entre uma hora a vários dias e infelizmente para Reid, é tão incômodo quanto a aparência das marcas que surgem na sua pele.

A jovem lamentou que: "É torturante viver assim. Me coço feito uma louca, até a pele se abrir… Ao fazer qualquer atividade física, logo fico com urticária no corpo todo".
Julie Reid padece de Urticária Colinérgica.
A sua condição apareceu do nada há alguns anos e agora Reid, que ganhava a vida como instrutora de ginástica e de dança, não é capaz de seguir sua profissão.

Nos últimos três anos ela tem lidado com a doença e revelou que por estar incapacitada de trabalhar, perdeu o seu seguro de saúde. Também diz que negaram a ela, um certificado de deficiência ou incapacidade.

Ela disse que: "Eu costumava ser tão bonita, agora eu pareço um monstro. Só fico na cama chorando e chorando. Isso destruiu a minha vida. Não tenho nada, nem amigos, nem móveis, nem ajuda, nem família."


Como instrutora de ginástica e de dança, não pode exercer sua profissão por conta do suor que provoca a urticária.

Reid diz que passa horas na internet, procurando uma cura, mas que não encontrou nada até agora nem ninguém que a ajude. Um médico até disse que ela poderia entrar em choque anafilático sendo preciso tomar Epinefrina de auto-injeção (injeção de adrenalina automática).

Mas, como perdeu o seu seguro de saúde e não pode trabalhar, ela não consegue pagar pelos próprios medicamentos.
Além de tudo isso, Reid diz que não tem móveis no seu apartamento, pois vendeu tudo para tentar pagar as consultas médicas.

Reid diz  que vendeu todos os seus móveis para tentar pagar as consultas médicas.



A jovem espera que  a divulgação da sua história nas redes sociais, possa ser a sua melhor chance de encontrar uma solução para os seus problemas.

Segundo os sites dedicados à doença, a maioria dos casos de Urticaria Colinérgica ocorrem em pessoas que estão no final da adolescência ou no início dos 20 anos e geralmente é leve e temporária. Não existe cura, e os sintomas podem durar entre alguns meses a décadas.

O clima da Florida, quente e úmido não ajuda.

O clima da Flórida, quente e úmido, parece ser feito especialmente para fazer as pessoas transpirarem. Devido a isso, Reid é incapaz de sair durante o dia. É impossível para ela encontrar qualquer forma de emprego devido à doença, assim que ela começou uma página GoFundMe e quem quiser, pode ajudá-la neste link.

.
Esperemos que ela encontre alívio.

Abrax

Fonte Fonte Fonte

Um comentário:

  1. Coitada! Que doença terrível, a pessoa não pode fazer praticamente nada. Tomara que ela consiga algum tipo de ajuda.

    ResponderExcluir