terça-feira, 25 de outubro de 2016

Correios Entregam Carta 50 Anos Depois Com Pedido de Desculpas


Para muitas pessoas, enviar uma carta pode ser uma coisa excepcional hoje em dia. Receber uma carta de outra época, sem dúvida é algo ainda mais extraordinário. Mas foi exatamente o que aconteceu em Adelaide, na Austrália, onde um casal recebeu um postal 50 anos depois de ter sido enviado e acompanhado de um pedido de desculpas por parte dos Correios da Austrália.

O cartão postal havia sido enviado do Taiti, a maior ilha da Polinésia Francesa, há 50 anos e nunca chegou ao seu destino... Até agora.

Chris enviou para Giorgio, quem não recebeu a carta. Quem recebeu a missiva foram Tim Duffy e a sua esposa Claire que, ao irem à caixa do correio para pegar a conta de água, se depararam com aquela relíquia.

Tim Duffy e a sua esposa Claire


O carimbo dos Correios é de 1966 e custou 13 francos na época. Ao que parece, Giorgio era o proprietário original da casa onde vive agora com a sua esposa e o casal também se tornou protagonista dessa história alheia, que tem cativado a imprensa australiana.

O que dizia nesse cartão postal que ninguém esperava? Antes de mais nada, apresentava uma imagem um pouco desbotada, e tinha uma imagem do cais de Papeete, onde se avistava o edifício Bloc Donald, um dos ícones dos postais da década de 60.

O Cartão.
A mensagem escrita era de alegria em que Chris dizia estar "se divertindo muito", apesar do clima "muito úmido".

Verso.


O Jornal Guardian Austrália foi contactado por um porta-voz dos correios que disse terem constatado o óbvio: "É claro que aconteceu algo de errado há 50 anos, depois do cartão postal ter sido enviado a partir da Polinésia Francesa. Pedimos desculpas pelo inconveniente". 

Logo após essa notícia rodar pelos meios australianos, Chris Reynolds se identificou como sendo a pessoa que originalmente enviou o cartão.

O Jornal The Advertiser reconectou o Dr. Reynolds com destinatário original do cartão, seu companheiro de escola Roberto Giorgio; eles não se viam há mais de 30 anos.

O Dr. Reynolds, de 66 anos, disse que foi um choque ver o cartão postal, que ele havia  enviado ao seu amigo e colega do Colégio Rostrevor em 1966.
Dr. Reynolds e o Sr. Giorgio, reacenderam a velha amizade.

"Eu pensei: 'Deus, que é a minha letra'", disse ele.

"Confesso que não me lembro de ter escrito, mas nós estávamos no Taiti naquele momento... Eu tinha 15 anos e estava viajando para à Inglaterra com meus pais, irmão e irmã.

Robert era um amigo de escola... Nós fomos amigos por um bom tempo, embora, eventualmente, perdemos o contato."

Quando o Sr. Giorgio, também de 66 anos, recebeu a carta depois de todos esses anos, ele disse que deve ter sido perdida depois que ele se mudou para Darwin por causa do trabalho no início da década de 1970.

A redescoberta do cartão permitiu ao Dr. Reynolds e o Sr. Giorgio, reacender uma velha amizade.

Antes tarde do que nunca...

Um comentário:

  1. Agora imaginemos que fosse a resposta da moça a um pedido de casamento e ele tivesse ficado á espera... O cartão trazia "Sim" escrito. Nossa, viajei em Hollywood agora.

    ResponderExcluir