domingo, 7 de maio de 2017

A Lagoa Fantasma da Floresta dos Suicidas



Em setembro de 2011, surgiu na internet o relato de que uma lendária lagoa localizada em Aokigahara, acabava de reaparecer. A chamada "lagoa vermelha" (Akaike) ressurge aproximadamente a cada 10 anos e exploradores informais, se dirigiram à floresta de Aokigahara para fotografar e filmar as suas águas verdes.

"Lagoa vermelha" ou em japonês, Akaike, tem esse nome não pela cor de suas águas, mas devido ao nome da região. Relatos apontam que a lendária lagoa apareceu na década de 1980, na década de 1990, em 2004 e 2011 e alguns com sorte, tiveram a oportunidade de conhecer e registrar o fenômeno.

Em meados de setembro de 2011, dois tufões passaram pelo Monte Fuji e consequentemente, os Cinco Lagos de Fuji subiram de nível, assim como os lençóis freáticos da zona. A grande quantidade de água escorreu pela montanha, fazendo ressurgir a lendária lagoa que pôde ser vista e fotografada até o mês de outubro de 2011.

Existem relatos não confirmados, de que as águas dessa lagoa chegaram a ser utilizadas para irrigar plantações próximas durante o período Taishou (1912-1926).
Segundo alguns registros, a lagoa não desaparecia. Mas há cerca de 50 anos, as águas de três lagos das proximidades passaram a ser usadas para gerar energia elétrica e isso fez com que a "lagoa vermelha" secasse, só reaparecendo de tempos em tempos.

A área branca de resquícios de neve, no centro desta imagem do Google Maps, marca a localização da "lagoa vermelha.
Vista de cima da lagoa.
A lagoa reaparece do lado leste da rodovia 139. No lado oeste da ponte está escrito: "grande ponde da lagoa vermelha", mas isso é uma referência ao nome da região, não possuindo relação alguma com a "lagoa mágica".
É preciso caminhar por uma encosta íngreme pelo lado leste da ponte, para chegar até a lagoa.
Musgo e a lagoa. O crescimento de musgo demonstra a umidade do local.
Um "tapete verde".
A superfície da água se cobre de pequenas ondas com o soprar do vento.
O Senhor Zunn, autor da reportagem, fotografando a lagoa.
.
.
Tradução/Adaptação: rusmea.com & Mateus Fornazari

Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário