domingo, 21 de maio de 2017

FINGIU QUE ERA HOMEM, TRABALHOU EM UMA MINA E FICOU RICA


Uma mulher precisou se vestir de homem durante 10 anos para conseguir trabalhar em uma mina de pedras preciosas, na Tanzânia.

Pili Hussein, queria ganhar dinheiro procurando pedras preciosas, mas pelo fato de ser mulher, nunca lhe permitiriam que isso acontecesse.

Ela nasceu na Tanzânia, tinha 37 irmãos e era filha de um agricultor que tinha 6 mulheres. Durante sua infância o seu pai sempre a obrigou a trabalhar com ele nas várias roças da família, algo que ela nunca gostou.

Com 31 anos e depois de se ver obrigada a fugir do marido violento, ela chegou a Mererani, uma pequena localidade na Tanzânia, perto do Kilimanjaro. Este é o único lugar do mundo onde Pili poderia realizar o seu sonho e conseguir encontrar as Tanzanites, as pedras preciosas raras.

Pili disse que: "Como não era permitido que mulheres trabalhassem, me vesti de homem. Cortei um par de calças e me mostrei como sendo um homem forte. Nunca ninguém suspeitou que eu fosse mulher".


Pili Hussein lembra que precisava agir "como um gorila", brigava e usava linguagem grosseira. Foi obrigada a mudar de nome e na mina todas as pessoas a tratavam por "Tio Hussein".

Trabalhava de 10 a 12 horas por dia na escavação e procura das pedras preciosas no interior de túneis quente e sujos, a centenas de metros abaixo da superfície.

No final do primeiro ano de trabalho, Pili conseguiu ficar rica depois de descobrir enormes concentrações de pedras preciosas. Com o dinheiro que ganhou, ela construiu casas novas para a família, comprou ferramentas e conseguiu inclusive, contratar mineiros para trabalhar com ela.

O seu disfarce sempre foi convincente até o dia em que uma mulher local afirmou ter sido violentada por um minerador e Pili acabou sendo detida como principal "suspeito". Quando isso aconteceu, a única forma de provar que era inocente foi revelando o seu segredo.

Depois de contar a verdade, ela lembra que os seus colegas demoraram até acreditar que haviam sido enganados durante tanto tempo.


"Encontrar um marido não foi fácil, todos os homens estavam habituados a me ver como um homem. A pergunta que ele (marido) tinha na cabeça era se eu seria realmente uma mulher, tanto que demorou 5 anos para que se aproximasse de mim."
..
.
Hoje em dia, Pili tem a sua própria companhia mineradora, com 70 trabalhadores. Curiosamente, apenas três são mulheres e trabalham como cozinheiras e não nas minas. "Não é fácil para uma mulher fazer o que eu fiz".

A sua riqueza permitiu que ela pagasse a escola para 30 sobrinhos e netos mas sempre aconselhou que as mulheres da família, não seguissem o seu caminho.

Fonte Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário