segunda-feira, 8 de maio de 2017

TEMPLO SATÂNICO ERIGIRÁ UM MEMORIAL DE VETERANOS EM CIDADE DOS EUA


O Veterans Memorial Park em Belle Plaine, Minnesota, EUA, Inclui uma passarela com fileiras de bandeiras americanas de cada lado, um helicóptero UH-1 Huey e um monumento de granito com os nomes gravados dos moradores que morreram na Guerra indiana de 1862, na Guerra Civil, nas Guerras Mundiais I e II, e nas guerras da Coreia e do Vietnã.

Em breve este parque com cerca de um hectare, receberá um monumento improvável de uma fonte ainda mais improvável: um cubo de aço preto com um pentagrama dourado invertido em cada lado e um capacete de soldado vazio no topo, patrocinado pelo Templo Satânico.

Será o primeiro monumento patrocinado pelo templo a ser erguido em terrenos públicos.

Belle Plaine, uma cidade com cerca de 6.900 habitantes a cerca de 72 quilômetro a sudoeste de Minneapolis, pode ser o palco de uma polêmica, desencadeada por meses de debate sobre se um monumento diferente iria ferir os limites da igreja-estado caso adicionado ao parque.

O cubo de aço preto com um pentagrama dourado invertido em cada lado e um capacete de soldado vazio no topo, patrocinado pelo Templo Satânico.

A Freedom From Religion Foundation, uma organização de livres pensadores sem fins lucrativos dos Estados Unidos, se opôs à qualquer exibição de memoriais religiosos, argumentando que um emblema religioso viola a Cláusula da Constituição.

A organização disse em um comunicado que o anterior memorial que se encontrava no parque "enviava uma mensagem de que o governo se preocupava só com a morte de soldados cristãos e era desdenhoso com os sacrifícios feitos por soldados não-cristãos e não-religiosos".

O memorial foi removido em janeiro, mas as autoridades da cidade foram pressionadas pela comunidade para restaurá-lo, levando à criação de um "fórum público limitado" e uma área no parque para acomodá-lo, disse Mike Votca, administrador da cidade.

O "memorial do soldado ajoelhado". Foi removido em janeiro de 2017.

Até agora, apenas o Clube dos Veteranos e o Templo Satânico tratam de erigir monumentos.

"Uma vez que um ponto de vista religioso foi imposto em terrenos públicos à exclusão de outros, não temos nada, exceto o ponto alto ético e constitucional", disse o co-fundador do templo, Lucien Greaves.

Esta não foi a primeira vez que o grupo tentou instalar uma estátua ou monumento em terrenos públicos. Em 2015, o templo tentou erigir uma estátua de bronze de oito metros e meio de altura de Baphomet, que retrata o diabo como uma figura de cabeça de cabra com chifres, cascos, asas e uma barba, no Capitólio de Oklahoma.

O grupo desistiu desse intento, depois que a corte suprema de Oklahoma proibiu a exibição dos dez mandamentos de aparecer no Capitólio, já que também era um símbolo religioso.

O grupo está tentando erigir uma estátua similar no statehouse de Arkansas em Little Rock depois que os legisladores lá aprovaram a instalação de um monumento dos Dez Mandamentos.

Um metalúrgico em Massachusetts, especialista em arte, está elaborando o monumento cúbico de Belle Plaine, que foi projetado por Chris Andres do Novo México. Greaves disse que o templo está considerando as melhores maneiras de protegê-lo contra o vandalismo e espera que seja erguido em poucos meses.

O templo será responsável por assegurar, instalar e manter o monumento.
Votca e Greaves disseram que houve pouca controvérsia sobre a aprovação do monumento pela cidade, descrevendo o processo como "respeitoso".

O Templo Satânico, que tem sede em Salem, Massachussets, define parte de sua missão em rejeitar a autoridade tirânica e defender o "senso comum prático e a justiça".

Screen shot do web site do The Satanic Temple.

Apesar do nome do templo, seus membros não promovem uma crença em Satanás. Lucien Greaves descreve seu ponto de vista como "ateu".

Ele observou que os veteranos foram quem frequentemente se levantaram para defender o direito do grupo de praticar suas crenças. Ele disse que algumas pessoas vêem os esforços do grupo em Belle Plaine como "brincadeira divertida", mas que o trabalho tem um propósito sério.

"Nós não estaríamos fazendo isso se não significasse algo para nós", disse ele. "Quanto mais fazemos esses tipos de coisas, menos chocante será com o passar do tempo."

Diane M. Goulson, que é pastora em tempo parcial na Primeira Igreja Presbiteriana em Belle Plain, uma congregação de 32 fiéis, disse que quando viu o memorial do soldado ajoelhado, ela questionou a necessidade de incluir a cruz.

"Eu só sabia que isso ia acontecer", disse ela, se referindo ao monumento do Templo Satânico. "Eu entendo o propósito da separação da igreja e do estado. Quando abrem as porta para ter uma cruz em terra pública, abrem as porta para que outras coisas aconteçam.".

Goulson disse que não se opôs ao monumento, acrescentando que a maioria dos visitantes iria vê-lo como não ameaçador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário