terça-feira, 16 de janeiro de 2018

1 QUILO E MEIO DE PUDIM EM UMA PANELA MILITAR INTRIGA INTERNAUTAS JAPONESES



No final de dezembro de 2017, algumas imagens de uma panela militar japonesa (Hangou) com um pudim dentro, sacudiram o Twitter japan.

Pelas informações do usuário da rede Twitter, Arajin, se trata de 1.5 kg de pudim com calda de caramelo, que renderia 10 porções.



Quem bate o olho nas imagens, imediatamente pensa que se trata de um doce caseiro, de um pudim ou mais precisamente de um flan, feito em casa por algum aficionado por acampamentos.



Mas o fato é que se trata de um produto comercializado pelo site japonês yumeboku-shop.com chamado "Hangou de Do purin" e é vendido assim, com a panela militar e tudo, que claaaaro pode ser reaproveitada como qualquer outro utensílio de cozinha.

O usuário que pagou o preço salgado pelo doce... Explicou que ao remover a tampa havia uma panela interna que tem a função de prato, onde descansava um saco plástico cheio de calda de caramelo. Ao remover a panela interna, eis que aparece um quilo e meio de "Purin", como é pronunciado no Japão.

O "Hangou de Do purin" é produzido pela empresa Narita Yume Bokujō, (Fazenda de sonhos de Narita). O estranho kit custa 3 mil e 900 ienes, ou aproximadamente 112 reais. Só a panela custa aproximadamente 2500 ienes ou cerca de 72 reais.

Caríssimo! Até para os padrões japoneses, já que 1 pudim de copinho com 100 gramas à venda em super-mercados no Japão, custa mais ou menos 100 ienes, ou cerca de 4 reais.


A panela militar Hangou, fez parte do Kit de sobrevivência básico do exército Imperial japonês durante a Segunda Guerra Mundial e de lá pra cá, tem sido utilizada por campistas, alpinistas, caçadores e pescadores. Os japoneses acreditam que o arroz feito nessa panela, fica muito mais saboroso.

E de fato, é uma panela realmente versátil, como este que vos escreve já demonstrou no blog rusmea.com, ao apresentar o meu "bolo de chocolate à la gasolina".
Riso For

Muito provavelmente, o seguinte vídeo nada tem a ver com esta postagem, mas serve para o leitor ter uma ideia de como seria desenformar esse quitute:

..
.
Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário