segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

A MISTERIOSA CAVERNA QUE PRODUZ GELO SOMENTE DURANTE O VERÃO


Cerca de 6 quilômetros a leste de Coudersport, na cidade de Sweden, no condado de Potter, Pensilvânia, EUA, se encontra uma problemática anomalia geológica.

É uma pequena caverna, ou melhor, um poço, com uma abertura de mais ou menos 2 metros e meio de largura por 3 de comprimento. No fundo do abismo, de uns 12 metros de profundidade, há uma camada de gelo. Grandes estalactites de gelo, que chegam a medir mais de 7 metros de comprimento com quase 1 metro de espessura, pendem dos lados e logo abaixo da boca da caverna.


Esta é a Mina de gelo da Coudersport, uma das muitas fábricas de gelo da natureza. No entanto, ao contrário das outras cavernas, a Mina de Coudersport forma gelo durante a estação mais calorosa do ano.


O gelo começa a se formar na primavera, aumentando de volume à medida que o clima fica mais e mais quente. Quando chega o inverno e há neve e gelo em todos os lugares, e quando parece ser o momento mais natural para a formação de gelo, o gelo dessa mina se derrete até não sobrar nada.

O que causa esse comportamento estranho é em grande parte um mistério, mas a atual teoria prevalecente afirma que, durante o inverno, o ar frio desliza para o coração da montanha através de rachaduras na formação rochosa e, devido à incomum interconexão das fendas no local, esse ar frio fica concentrado em câmaras como essa. Quando esse ar frio entra em contato com as águas subterrâneas, o gelo é formado. Isso acontece apenas durante a primavera e o verão devido à disponibilidade de águas subterrâneas durante essas estações.


À medida que o inverno se aproxima, a montanha mais uma vez começa a tomar o ar frio e empurra lentamente o ar quente que ficou preso nas rochas do verão anterior. À medida que o calor escapa através da caverna, produz o gelo no verão.

A Mina de gelo de Coudersport foi descoberta em 1894 por um prospector de prata chamado John Dodd, e o misterioso fenômeno anual o deixou perplexo. De acordo com um artigo publicado em março de 1913, na Popular Science Monthly, Dodd realizou algumas experiências próprias:

"Ele diz que duas bananas de dinamite foram colocadas a cerca de 2 metros atrás de uma fenda no fundo do poço e as detonou sem que movesse pedra ou desalojasse qualquer terra no poço. Uma possível conclusão, é que existe uma caverna debaixo da mina suficientemente grande para absorver o choque da explosão."

Mais tarde, Dodd fez uma abertura de 3 metros de profundidade e encontrou fendas na rocha a partir das quais ele coletou gelo pesando cerca de 11 quilos. Essas fendas são as que possivelmente capturam e trazem o ar frio à caverna de gelo. O experimento de Dodd também mostrou que o gelo se forma não só dentro da caverna, mas também dentro das fendas.


A mina era relativamente desconhecida no momento em que o artigo foi publicado. Hoje, é uma pequena atração curiosa. Ainda que os visitantes não possam entrar na caverna, podem se reunir em torno de uma plataforma de madeira e se inclinar sobre a grade de metal que rodeia uma pequena abertura diretamente sobre a mina de gelo e aproveitar a brisa fresca que vem de baixo.

..
.
Fonte Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário