quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

VIZARDS MANTINHAM AS MULHERES PÁLIDAS E INTERESSANTES NOS SÉCULOS 16 E 17


Na Inglaterra do final do século XVI e parte do século XVII, desde o reinado da rainha Elizabeth I até a Restauração, máscaras (Vizard) foram moda entre os fidalgos.

O Vizard era um tipo de máscara, que uma vez foi usada por finas donzelas para evitar o contato desagradável com o sol, o que poderia resultar na perda do brilho da pele e causar o receio de ser considerada uma mulher humilde que trabalhava nos campos.

Ao mesmo tempo, tais máscaras protegiam dos "ares" frios de inverno e também, era um meio para criar mistério e interesse (assim como os venezianos usavam máscaras para flertar uns com os outros).



O Vizard, era uma máscara esférica, com exterior de veludo preto e um forro de seda. Havia um pequeno côncavo retangular para o nariz, duas pequenas aberturas ovais para os olhos e um pequeno retângulo recortado na área da boca, por onde, teoricamente, a pessoa poderia falar. A máscara possuía um rabicho com um botão que era segurado pelos dentes do usuário, como é descrito por Randle Holme, um estudioso do século 17:

"uma máscara. . . Esta é uma coisa que, no passado mulheres distintas costumavam colocar sobre suas faces quando viajavam para evitar queimaduras de sol. . .
O Vizard, cobre todo o rosto, tendo furos para os olhos, uma caixa para o nariz e uma fenda para a boca e para falar; esse tipo de máscara é retirada e colocada em um momento de tempo, sendo mantida apenas nos dentes por meio de uma ponta redonda fixada no interior contra a boca."

O Vizard esteve na moda entre as classes mais altas até o início do século 17, quando se tornou o disfarce preferido das prostitutas.

Na Itália, uma máscara muito parecida era a Moretta Muta ou Servetta Muta (criada muda), só que não possuía um orifício na área da boca. (Nota: Eu Rusmea, conhecia Vizard como "Máscara de Viste" e não lembro de onde foi que tirei este termo...)

Um cavaleiro com sua esposa na garupa - circa 1581.

Pietro Longhi, "Rinoceronte", 1751.

Felice Boscarati "La moretta" - circa 1780.

"Uma mulher vestindo Visard", por Abraham de Bruyn em 1581.

"Mulher em uma máscara" de Boscarati.

Wenceslaus Hollar "O hábito de inverno de uma delicada mulher inglesa - 1544.

"Mulher em uma máscara" de Boscarati.

Vizard encontrado na parede de uma casa do século XVI em Daventry, Inglaterra.

La Naranjera Lorenzo Tiepolo - 1736-1776.


Fonte Fonte



2 comentários:

  1. Uau. Que bizarro. Fazia tempo que eu não tinha tempo pra ler blogs! Tô adorando. Acho que vou carinhosamente chupetar (dando os devidos créditos, claro) no próximo vídeo.

    ResponderExcluir